Taylor Swift se opõe a Trump e diz para fãs “votarem cedo”

A cantora disse que o presidente estava tentando “subverter e destruir o direito de voto” dos americanos.

Taylor Swift se opõe a Trump em seus tweets na tarde do último sábado (16), e diz para os fãs votarem cedo na próxima eleição presidencial americana.

A cantora acessou o Twitter no sábado para revelar as recentes mudanças do Serviço Postal dos EUA (SPEU) incluindo redução do horário de funcionamento e remoção das caixas de correio. Swift culpou diretamente o presidente Donald Trump por essas mudanças.

De acordo com Swift: “O desmantelamento calculado de Trump no Serviço Postal dos EUA  prova claramente uma coisa: ele está bem ciente de que não o queremos como nosso presidente. Ele escolheu trapacear descaradamente e colocar milhões de vidas de americanos em risco em um esforço para se manter no poder”.

 

Taylor Swift se opõem a Trump
Imagem: Reprodução / Gerd Altmann

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Taylor Swift se opõem a Trump nas eleições americanas

Logo depois, Taylor Swift também declarou em seu twitter que “A liderança ineficaz de Donald Trump agravou gravemente a crise em que vivemos e ele agora está aproveitando isso para subverter e destruir nosso direito de votar e votar com segurança. Solicite uma votação antecipada. Vote cedo”.

Os dois tweets publicados pela cantora tinham mais de 1 milhão de curtidas na manhã do último domingo (16).

 

Votação por correspondência

Os tweets sinceros da Taylor Swift acontecem durante o crescente escrutínio contra o governo federal e sua gestão do serviço postal. 

A semana passada foi de confusão e mensagens contraditórias em relação ao SPEU. Como ainda não há um fim definido para a pandemia do coronavírus, mais eleitores estão interessados ​​nas opções de votação por correspondência do que nos anos anteriores. 

Contudo, parece que o presidente Trump não quer que o serviço postal receba o financiamento e estímulo adicional de 25 bilhões de dólares necessários para o processo das eleições.

De acordo com o presidente, esse método de votação poderá prejudicar suas chances de reeleição e o partido republicano. Além disso, ele também acusa a oposição de manipulação das eleições.

Trump afirmou repetidamente que sente que a votação pelo correio é perigosa. “As cédulas pelo correio, eles trapaceiam”, disse no início de agosto, de acordo com o The New York Times. 

Contudo, estudos mostram que a fraude eleitoral é rara, e a votação pelo correio não se inclina a favor de nenhum partido específico.

Além disso, o próprio presidente Trump votou pelo correio em 2017, 2018 e 2020.

Fonte CNN

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes