PIX: o novo sistema de pagamentos começa testes nesta terça (3)

A fase de testes das operações por Pix acontecerá entre os dias 3 e 15 de novembro, com apenas 5% dos clientes de cada instituição financeira.

O Pix é o novo sistema de pagamentos instantâneos, criado pelo Banco Central. Com ele, será possível fazer transações eletrônicas sem tarifas e a qualquer dia e horário.  Sendo assim, o Pix entra em fase de testes nesta terça-feira (3) de maneira restrita, para cerca de 5% dos clientes de bancos cadastrados.

Além disso, o cadastro do Pix segue disponível para os clientes de instituições bancárias. Mais de 55,5 milhões de chaves Pix já tiveram cadastro registrado pelo Banco Central. Além disso, mais de 760 instituições financeiras são habilitadas para operar o novo sistema de pagamentos instantâneos.

Fase de testes

Inicialmente, o Pix funcionará de forma restrita. Segundo o Banco Central, a fase de testes terá limitação de volume de transações e por horários de funcionamento. Sendo assim, essa primeira fase deve acontecer durante os dias 3 e 15 de novembro, entre 9h e 22h.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Contudo, há exceções. Na quinta-feira (5), as operações com Pix acontecerão das 9h às 24h. Mas também, na sexta-feira (6) terá movimentações entre as 0h e 22h, sendo assim para testar a dinâmica do sistema.

Além disso, as operações serão reais com movimentação de dinheiro dos clientes, afirmou o chefe adjunto do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, Carlos Eduardo Brandt. Para isso, cerca de 1% a 5% dos clientes cadastrados no novo sistema de transações eletrônicas realizarão operações nesta primeira semana da fase de testes.

“Então, se não conseguir fazer a operação, a primeira coisa a fazer é checar com a instituição financeira se ele está nessa fase de testes”, disse Brandt sobre possíveis falhas do sistema e liberação de movimentações por clientes.

Já entre os dias 9 e 15 de novembro, haverá um aumento gradual de clientes com permissão de realizar transações via Pix. Por fim, em 16 de novembro, todos os clientes cadastrados no Banco Central podem operar movimentações com o novo sistema.

Por fim, o chefe do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, Ângelo Duarte, afirmou que o serviço poderá ter instabilidade em algumas instituições financeiras nos primeiros dias da fase de testes do Pix. Contudo, tais problemas não vai prejudicar as operações.

Cadastro Pix

Para realizar o cadastro Pix, o cliente de qualquer instituição financeira deve acessar site ou aplicativo do banco. Dessa forma, é possível cadastrar até cinco chaves-Pix, utilizando dados pessoais.

Sendo assim, cada dado pessoal corresponde a uma chave-Pix:

  • CPF;
  • CNPJ, se tiver;
  • Número de telefone celular;
  • E-mail;
  • Sequência aleatória de 32 dígitos.

Com as chaves-Pix, as operações financeiras não terão tarifas para pessoas físicas e MEIs. Além disso, o novo sistema de pagamentos instantâneos elimina a necessidade de preenchimento de dados para quem se destina o pagamento.

 

Leia também

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes