Primeiro debate entre Trump e Biden é marcado por insultos e caos

O primeiro debate entre Trump e Biden foi marcado por diversos insultos. Este se tornou um dos debates mais caóticos na história das eleições americanas. Candidatos também discutiram sobre a pandemia e indicação da Suprema Corte.

Nesta última terça-feira (29) aconteceu o primeiro debate entre Trump e Biden, candidatos à presidência nas eleições americanas.

Contudo, Trump e seu adversário Joe Biden entraram em um confronto feroz em um dos debates mais caóticos e amargos na Casa Branca em anos.

Afinal, interrupções, trocas tensas e insultos dominaram o debate, com o moderador Chris Wallace lutando para falar uma palavra.

A princípio, o debate se concentrou principalmente nas questões internas dos EUA, com a pandemia COVID-19, uma vaga na Suprema Corte, a economia e a justiça racial no topo da agenda.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

As pesquisas de opinião sugerem que Biden tem uma vantagem constante de um dígito sobre Trump.

 

debate entre Trump e Biden
Imagem: Reprodução / Getty Images

Primeiro debate entre Trump e Biden

No geral, o debate de 90 minutos em Cleveland, Ohio, foi leve em uma discussão política séria. Os dois candidatos falaram um sobre o outro, mas Trump cortou 73 vezes, de acordo com uma contagem da CBS News.

Por exemplo, insultos e trocas de palavras agressivas como “cala a boca, cara”, “palhaço”, foram constantes, levando o debate à um caos completo com trocas de farpas entre os candidatos.

 

O que disseram sobre o coronavírus

Joe Biden atacou a maneira como Trump lidou com a pandemia do coronavírus, que deixou mais de 200.000 americanos mortos.

“Ele entrou em pânico ou olhou para o mercado de ações”, disse Biden, referindo-se ao apelo de Trump para reabrir a economia enquanto minimizava a ameaça do vírus. “Você é o pior presidente que a América já teve”, disse ele.

Logo depois, Trump, em resposta, disse que seu governo havia feito “um ótimo trabalho” e depois revidou seu rival. “Mas eu te digo, Joe, você nunca poderia ter feito o trabalho que fizemos. Você não tem isso em seu sangue”.

 

debate entre Trump e Biden
Imagem: Reprodução / Getty Images

O Tribunal Supremo

O presidente Trump defendeu sua decisão de nomear a juíza Amy Coney Barret para a Suprema Corte dos EUA poucas semanas antes da eleição. “Não fui eleito por três anos, fui eleito por quatro anos”, disse ele.

Contudo, Joe Biden e outros democratas exigiram que a vaga no tribunal superior seja ocupada pelo vencedor da corrida presidencial de 2020.

 

Economia

O candidato democrata também criticou Trump sobre a economia, dizendo que o desemprego está maior agora do que quando ele entrou na Casa Branca há quatro anos.

Biden também acusou Trump de não conseguir garantir bons negócios comerciais, apesar da promessa em sua campanha de 2016 de consertar acordos anteriores.

Milhões de americanos perderam seus empregos desde que a pandemia atingiu o país, com o desemprego atingindo números recordes.

Em resposta, Trump acusou Biden de sua disposição de fechar a economia dos EUA novamente se os casos de coronavírus aumentarem. “Ele vai fechá-lo novamente, ele vai destruir este país”, disse Trump.

O presidente acusou os democratas de tentar manter a economia fechada até as eleições para prejudicar suas chances na disputa.

Informar Erro
Fonte BBC DW

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes