Tom Veiga morreu de AVC hemorrágico; saiba como prevenir

O intérprete de Louro José, Tom Veiga, morreu neste domingo (1), em decorrência de um AVC hemorrágico, que, segundo a OMS, é a causa da morte de cinco milhões de pessoas no mundo. Veja algumas recomendações para evitá-lo.

O ator, Tom Veiga, intérprete do personagem Louro José, morreu no domingo (1), após um AVC hemorrágico por conta de um aneurisma cerebral, segundo o Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro, divulgado ao-vivo nesta segunda-feira (2), durante o Mais Você, na Rede Globo. Veiga estava ao lado da apresentadora, Ana Maria Braga, há mais de 20 anos dando vida ao boneco falante.

O AVC – Acidente Vascular Cerebral –  hemorrágico, considerado letal na maioria dos casos – é um sangramento causado pelo rompimento de um vaso cerebral, motivado principalmente por hipertensão, ruptura de um aneurisma e doenças cardíacas.

Algumas recomendações no dia a dia podem ser cruciais para evitar esse tipo de AVC – que, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), é o responsável pela morte de cinco milhões de pessoas no mundo.

Veja como prevenir o AVC

Reduza o açúcar

O excesso de glicose no sangue pode aumentar a coagulação e deixá-lo mais viscoso. É importante  diminuir o consumo de alimentos com açúcar e seguir recomendações médicas para controle da diabetes.

Modere em alimentos gordurosos

O colesterol em excesso no sangue pode aumentar o espessamento e endurecimento das artérias. Placas de colesterol, em decorrência de alimentos muito gordurosos, se depositam lentamente na artéria, fazendo com que ela se feche aos poucos e impeça a passagem de fluxo sanguíneo – o que provoca o endurecimento das artérias, prejudicando a oxigenação do cérebro e aumentando o risco de AVC.

Pratique exercícios físicos

A prática de atividades físicas é importante para controlar quase todos os fatores de risco do AVC. Por outro lado, a falta desse hábito e a obesidade só aumentam as chances – por isso é fundamental praticar exercícios regulares, ao menos, 2x por semana.

Evite  o cigarro

O tabagismo faz com que a coagulação do sangue aumente, deixando-o mais grosso e o fluxo nas artérias, prejudicado – aumentando as chances de AVC.

Faça exames de rotina

O controle periódico da saúde pode ajudar a identificar a probabilidade de sofrer um AVC, por isso a importância de realizar exames de sangue – para avaliar controle de taxas de glicose, colesterol e pressão arterial – e o risco de doenças cardiovasculares, com ultrassonografia, angiotomografia, angioressonância, ecocardiograma e holter

Durma bem

Dormir entre 7 e 9 horas por dia é o suficiente para regenerar as células lesadas durante o dia. O sono irregular ou a falta dele aumenta a pressão arterial e a arritmia cardíaca, além de impactar no estresse e na ansiedade.

 

 

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.