A vida e as polêmicas de Jack Dorsey, bilionário e CEO do Twitter

Além de criar uma das redes sociais mais populares, o empresário é famoso por seu estilo de vida que foge dos moldes esperados para o chefe de uma empresa bilionária.

0 1.078

Fundador e atual CEO do Twitter, Jack Dorsey certamente é uma das pessoas mais bem sucedidas no ramo da tecnologia. Além de criar uma das redes sociais mais populares, o empresário é famoso por seu estilo de vida que foge dos moldes esperados para o chefe de uma empresa bilionária.

Para você saber mais sobre Dorsey, o DCI separou algumas informações sobre sua carreira, vida e as recentes polêmicas envolvendo seu nome e o cargo de CEO.

Jack Dorsey antes do Twitter

Antes da fundação do Twitter, Jack Dorsey gostava de ir a apresentações de banda punk. Fonte: Twitter

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Jack Dorsey iniciou seus estudos em programação enquanto ainda estava no colegial. Além da paixão que lhe rendeu a criação do Twitter, o programador gostava de ir a shows de bandas punk e comandava uma liga falsa de futebol americano com seus amigos. Como diversos outros bilionários da tecnologia, Jack Dorsey não concluiu seus ensinos universitários. Em 1999, sua escolha de abandonar os estudos surgiu quando recebeu um convite de trabalho por conta de suas habilidades em programação. 

Um dos conceitos que mais te atraiu desde então era o de interações digitais em tempo-real. Em 2000, inspirado pelo conceito, o programador rascunhou e desenvolveu um protótipo de um serviço para atualizar seus amigos, porém a ideia não fez muito sucesso entre o círculo dele. Essa era uma versão embrionária do Twitter. 

Cinco anos depois Jack Dorsey foi contratado para a empresa de podcasts Odeo, que entrou em crise após a Apple investir no formato em sua rede Itunes. Em 2006, Dorsey se uniu ao co-fundador da Odeo, Noah Glass, e ao programador alemão Florian Weber para construir o protótipo do twttr (o primeiro nome da rede foi inspirado no flickr). A rede então nascia como uma ferramenta de comunicação interna para os funcionários da Odeo.

Sua trajetória no Twitter

Jack Dorsey aparece em foto de 2008
Jack Dorsey foi retirado do cargo do CEO em 2008, mas retomou o posto sete anos depois. Fonte: Wikipédia

O primeiro tweet de Jack Dorsey (e da rede social) foi feito em 21 de março de 2006. A mensagem simples postada pelo fundador da rede dizia “apenas configurando meu twttr”. Em abril de 2007, a rede social saiu do guarda-chuva da Odeo e tornou-se uma empresa própria. No ínterim, o Twitter conquistou popularidade durante o evento SXSWi, um festival focado em inovação e interatividade. O segundo ano da criação de Jack Dorsey rendeu aproximadamente 1,5 milhão de tweets.

Até 2008, Dorsey era o CEO do Twitter, mas isso mudou após uma série de discussões com membros do conselho. Caracterizado como inadequado ao cargo, o criador do Twitter foi afastado e virou apenas outro membro do conselho da rede social. Após o acontecimento, Jack Dorsey investiu no Foursquare e criou a startup de pagamento Square.

Cinco anos depois de ser afastado do cargo de liderança, Jack Dorsey fez seu primeiro bilhão após a abertura do capital do Twitter, marcando o início de uma boa fase para ele. Em 2015, após a gestão incerta e instável de Dick Costolo, reassumiu o cargo de CEO que ocupa até o momento. Embora ocupe um alto cargo, Dorsey recebe apenas US$ 1,40 de salário para seu cargo (antes do ‘aumento’, o bilionário optava por não receber salário).

Curiosidades sobre a vida de Jack Dorsey

Segundo o próprio Dorsey, seu usuário favorito do Twitter é o CEO da Tesla, Elon Musk. A escolha ocorreu por conta do foco do outro bilionário em “resolver crises existenciais e compartilhar seus pensamentos abertamente”. A relação de Musk com o Twitter assusta acionistas da Tesla e também rende uma ótima fonte de memes

Outro dado interessante sobre o criador do Twitter é sua rotina ‘estranha’ de alimentação. Em uma entrevista, Dorsey explicou que faz jejum aos finais de semanas e nos outros dias faz apenas uma refeição entre às 6h30 e 9h. Fora isso, caminha 5 quilômetros para ir à sede de sua empresa. Além de comandar sua rede social, Dorsey também possui uma licença de massagista (conquistada antes de seu projeto dar certo), mas não atua na área. 

As atuais polêmicas envolvendo Jack Dorsey e sua rede social

Atualmente, Jack Dorsey está controlando os danos de uma das maiores falhas de segurança na história do Twitter. Em 15 de julho, um hacker invadiu a conta de personalidades como Barack Obama, Jeff Bezo e Kim Kardashian para compartilhar um golpe de bitcoin. A invasão expôs os riscos da plataforma e desestabilizou a confiança na criação de Dorsey.

Antes desse fato, o atual CEO do Twitter quase perdeu seu cargo após um anúncio da Elliott Management Co., a principal investidora da rede social. Os planos da empresa incluíam a substituição de Jack Dorsey e esse anúncio fez com que as ações do Twitter disparassem 7,7% na Bolsa de Nova York. A princípio, o fator que causou o interesse na mudança foi a divisão da atenção de Dorsey entre o Twitter e a sua outra empresa Square. 

Contudo, a situação foi resolvida em março, quando um acordo foi feito com a Elliott Management. A solução para manter Dorsey no cargo de CEO foi ceder assentos do conselho do Twitter à Elliot Management e à Silver Lake, uma empresa de private equity que investiu US$ 1 bilhão na rede social. 

Em defesa de Jack Dorsey em sua atual situação, o diretor independente do conselho do Twitter, Patrick Pichette, afirmou que está “confiante de que estamos [conselho da empresa] no caminho certo sob a liderança de Jack”.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes