Saiba quem são as 5 mulheres mais poderosas do Brasil, segundo a Forbes

A Revista Forbes escolheu 20 mulheres influentes no Brasil, em 2020. Confira quem são e o que fazem.

0 405

Vinte mulheres poderosas foram selecionadas pela Revista Forbes como as brasileiras mais poderosas, em 2020. As profissões variam entre empreendedoras da música, administração, executivas, gestoras, jornalistas, entre outras. Destas mulheres, o jornal DCI selecionou cinco delas. Então, seguem abaixo um breve perfil de cada personalidade feminina.

Saiba também quem são as mulheres mais ricas do mundo.

Cristina Junqueira

carla junqueira
Foto:Reprodução

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Cristina Junqueira é a cofundadora do maior banco digital, a Nubank. Mas até chegar ao sucesso, foram muitos anos de estudo e trabalho.

Nascida em Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Sendo ainda criança, mudou-se para o Rio de Janeiro. Logo depois, voltou para São Paulo. A futura empreendedora, começou a carreira na faculdade de Engenharia da Produção, na Universidade de São Paulo (USP). Além disso, ela fez MBA em Illinois,  nos Estados Unidos. 

Por fim, em maio de 2013, Cristina fundou o Nubank, juntamente com o colombiano David Vélez e americano Edward Wible.

Joyci Lin é uma das mulheres poderosas do Brasil

Joyci Lin
Foto:Reprodução/Istoé Dinheiro

Joyci Lin nasceu na China, mas aos sete anos veio para terras tupiniquins. Hoje em dia, ela é uma das maiores mulheres poderosas no ramo de ótica, no Brasil, a GO Eyerwear.

Sendo assim, a empresa de Joyci fabrica os óculos vendidos em 12 mil óticas do Brasil, entre eles, os gigantes Cartier Lunettes, Gucci, Bottega Venetta, Puma, Alexander McQueen/McQ, Stella McCartney, Speedo e Ana Hickmann.

Maria Cristina Peduzzi

maria cristina peduzzi
Foto:Agência Brasil

Maria Cristina é a atual presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Bacharel em Direito e mestre em Direito Constitucional pela Universidade de Brasília (UnB), Cristina Peduzzi atuou como advogada nos tribunais superiores de 1975 até tomar posse no TST.  Além disso, foi procuradora da República (1984), procuradora do Trabalho (1992) e professora universitária de graduação e de pós-graduação na UnB e em outras instituições de ensino superior.

Sua carreira no serviço público, a tornou uma das mulheres poderosas no Brasil. Isso porque, já foi vice-presidente do TST e do CSJT no biênio 2011/2013 e conselheira do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) de 2013 a 2015.

 

Carolina Ignarra

Carolina Ignarra
Foto:Reprodução/Talento Incluir

Depois de se formar em Educação Física, Carolina Ignarra encontrou seu lugar no mercado como instrutora de ginástica laboral para empresas. Mas em 2001, um ano após a graduação, ela sofreu um acidente de moto que provocou uma mudança completa em seus planos pessoais e profissionais. Carolina teve uma lesão na medula e, aos 22 anos, tornou-se cadeirante.

Em 2008, Carolina fundou a Talento Incluir. Por fim, a empresa presta consultoria voltada para multinacionais, bancos e outras organizações sobre a Lei de Cotas, em específico para políticas de inclusão de deficientes.

Adriana Barbosa é uma das mulheres poderosas do Brasil

adriana barbosa
Foto:Reprodução/Ponte

Adriana Barbosa é a fundadora do Instituto Feira Preta. Ela é uma das mulheres mais poderosas no Brasil, segundo a Forbes. Mas também, Adriana também é uma dos 51 negros mais influentes no mundo.

Sendo assim, ela é a referência no empreendedorismo negro, e a organização Feira Preta realiza o maior evento anual da América Latina sobre cultura, produtos e serviços sob a estética afro.

Informar Erro
Através da Forbes Brasil

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes