Bloqueios no Guarujá: prefeitura impede entrada de ônibus turísticos

Além dos bloqueios no Guarujá, outras medidas vêm sendo adotadas para restringir a circulação de turistas

Desde que todo o estado de São Paulo retrocedeu à fase amarela, a cidade de Guarujá, uma das mais procuradas no fim de ano no litoral paulista, vem adotando medidas para restringir a circulação de turistas. A prefeitura emitiu decreto proibindo a emissão de novas licenças para vans e ônibus turísticos e, desde então, bloqueios são realizados no Guarujá para impedir a entrada de veículos turísticos não autorizados. 

Previsão do tempo no litoral de SP: fim de semana será de chuva

Segundo a prefeitura, os bloqueios no Guarujá serão realizados 24 horas, em seis pontos diferentes, nas “ligações com a Rodovia Cônego Domênico Rangoni e também nas travessias de balsas de Santos e Bertioga”. Veja os endereços: 

    Avenida Tancredo Neves (acesso ao bairro Cachoeira);  Avenida Vereador Lydio Martins Corrêa (acesso à Enseada e Morrinhos);  Avenida Tancredo Neves (acesso ao bairro Cachoeira);  Avenida Santos Dumont (em frente à UPA da Rodoviá

Ano novo no litoral: Santos, Guarujá e Praia Grande cancelam queima de fogos

Quem descumprir os bloqueios no Guarujá pagará multa 

Ainda de acordo com a administração municipal, quem for pego descumprindo os bloqueios no Guarujá estará sujeito à multa de no valor de R $5.205,00, conforme decreto municipal. O veículo também será apreendido. A permissão de entrada só será dada “para serviços essenciais ou necessidades inadiáveis da população local”. 

Queima de fogos no Réveillon é cancelada

Além dos bloqueios no Guarujá, a prefeitura também cancelou a tradicional queima de fogos na virada na orla da praia. A medida foi tomada antes mesmo da cidade voltar para a fase amarela para evitar “uma vez que a população flutuante do Município chega a quase dois milhões de pessoas na virada do ano”. 

Outras proibições

    O aluguel de imóveis por sites, aplicativos e imobiliárias estão suspensos. Quem descumprir a medida, poderá ser penalizado; Cadeira e guarda-sol em toda a extensão de área da praia não pode;  O acesso ao mar para esportes coletivos está proibido. Já para banhos individuais, desde que se mantenha o distanciamento social, está liberado. Ambulantes podem trabalhar, mas terão que instalar cordões ou fitas limitadores, manter o distanciamento social de 1,5 metros e disponibilizar alcool em gel aos clientes
Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.