Parques de São Paulo voltam a funcionar aos finais de semana

Anúncio foi feito pelo prefeito Bruno Covas; parques voltam a funcionar a partir do próximo sábado

Dentro da flexibilização das atividades em São Paulo, por conta da pandemia de coronavírus, chegou a vez dos parques estaduais e municipais voltarem a funcionar aos finais de semana. O anúncio foi feito nesta segunda-feira, dia 26, pelo prefeito Bruno Covas e passa a valer a partir do dia 31, feriado prolongado de Finados.

Parques voltam a abrir nesse sábado

A notícia foi dada no Parque do Ibirapuera, nesta segunda-feira, durante vistoria no local. Isso porque o espaço foi concedido para a empresa Urbia, nova responsável pela gestão do espaço pelos próximos 35 anos.

As regras serão publicadas no Diário Oficial desta terça-feira, dia 27.

Antes desta nova medida, os parques municipais da capital paulista haviam sido reabertos em julho, com horário reduzido, de segunda a sexta. Nesta ocasião, a cidade estava na fase amarela do plano São Paulo.

No mês seguinte, em agosto, houve ampliação do funcionamento, mas a interrupção das atividades aos finais de semana seguiu.

Agora, a capital está na fase verde do plano São Paulo. Com isso, houve a capacidade de reestruturar horários e dias.

A maior parte dos parques da capital funciona das 6h às 18h de segunda a sexta. Alguns espaços maiores, como o Ibirapuera, por exemplo, têm horário diferenciado. Ao todo, a cidade de São Paulo tem 107 parques municipais.

Confira o cronograma de funcionamento dos parques estaduais aos finais de semana:

  • Villa-Lobos/Candido: 5h30 às 19h
  • Água Branca: 6h às 20h
  • Horto Florestal: 5h30 às 18h
  • PET – Núcleo Eng Goulart: 8h às 17h
  • PET – Núcleos Jacuí, Biacica e Jd Helena: 8h às 17h
  • Juventude: 6h às 19h
  • Guarapiranga: 8h às 17h
  • Belém: 6h as 18h
  • Jequitibá: 8h às 17h
  • Chácara da Baronesa: 8h às 17h
  • Embu Guaçu: 8h às 17h
  • Gabriel Chucre: 6h às 18h

Regras de reabertura

De acordo com as autoridades públicas, há todo um protocolo para a reabertura. Todos os parques terão que recomendar aos seus visitantes que respeitem o distanciamento de, no mínimo, 1,5 metros entre os frequentadores. Confira abaixo outras regras:

  • pessoas de grupos de risco (idosos, grávidas, lactantes e portadores de doenças crônicas) devem evitar visitar os parques
  • as atividades devem ser praticadas, prioritariamente, individualmente (aulas de ginástica coletivas, uso de equipamentos e recreação infantil seguem proibidas)
  • aglomerações devem ser evitada
  • uso de máscara é obrigatório
  • ambientes fechados, como espaços de leitura e brinquedotecas nos parques permanecerão sem operar
  • os parques deverão disponibilizar álcool em gel em todas as portarias de acesso e aferir a temperatura dos visitantes nas entradas, se desejarem
  • limpeza e desinfecção de banheiros, bebedouros, bancos e lixeiras será intensificada
  • serviços de alimentação, lazer e estacionamento também poderão reabrir, mas terão que seguir as regras de distanciamento e higiene
  • nos parques Villa-Lobos/Candido Portinari, Água Branca, Horto Florestal e Juventude, que recebem maior número de visitantes, serão instaladas cabines de desinfecção

O governo do Estado de São Paulo informou que o funcionamento dos parques aos finais de semana e feriados será avaliado durante um mês. Após esse prazo será analisada a necessidade de mudanças nos regramentos.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.