Salário de Bruno Covas pode ter aumento de 46%

O salário de Bruno Covas é de R$ 24.175,55, e com o reajuste pode chegar a R$ 35,4 mi, equivalente a 33 salários mínimos (R$1.045,00). 

A Câmara de Vereadores de São Paulo aprovou, em uma sessão extraordinária nesta segunda (21), um aumento de 46% do salário de Bruno Covas (PSDB), prefeito da capital paulista. Assim, o salário do mandatário poderá passar de R$ 24.175,55 para R$ 35.462. O mesmo reajuste vale para o vice-prefeito e os secretários municipais.

Contudo, para ter validade, é necessário que o projeto passe por uma segunda votação, que deve ocorrer nesta quarta-feira, 23. Se aprovado, o novo salário começa a ser pago em 1º de janeiro de 2022.

Salário de Bruno Covas e executivo municipal

O salário de Bruno Covas é de R$ 24.175,55, e com o reajuste pode chegar a R$ 35,4 mil, equivalente a 33 salários mínimos (R$1.045,00).

O salário do vice-prefeito eleito, Ricardo Nunes (MDB), que participou da votação, será de R$ 31.915,80 (hoje, é R$ 21,7 mil). Já o salário dos secretários municipais subirá de R$ 19.340,40 para R$ 30.142,70, um porcentual de reajuste de 55%.

Líder do governo na Câmara, o vereador Fábio Riva (PSDB) citou o fato de que o último aumento havia sido dado há oito anos e afirmou que a inflação apurada por diferentes índices havia variado mais do que o porcentual de aumento dado nesta segunda.

Votos contra e à favor

A proposta foi rechaçada pelas bancadas do PSOL e do PT, e também por outros parlamentares , como Fernando Holiday (Patriota). “Só seria razoável aprová-lo se fosse feita de uma maneira conjunta para os servidores, ou pelo menos concomitante”, disse o vereador Eduardo Suplicy (PT).

Já a vereadora Patrícia Bezerra (PSDB) foi à favor do  reajuste em prol do salário de Bruno Covas. “O aumento de salário é digno, o Bruno Covas tem todo o direito de recebê-lo a partir de 2022, porque ninguém faria uma gestão de crise do coronavírus com tanta competência”, afirmou a vereadora.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes