Vacina contra a Covid-19: veja quem serão os primeiros a tomar

Plano Nacional de Vacinação, divulgado hoje pelo Ministério da Saúde, diz que a Vacina da Covid-19 terá 4 fases e deve começar em março do ano que vem

O mundo está otimista para a chegada da vacina contra a Covid-19. Foi divulgado na quarta-feira (2), o Plano Nacional de Vacinação contra o novo coronavírus, criado pelo Ministério da Saúde. Ele terá quatro fases no total.  Assim que as vacinas forem liberadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, estima-se que 109,5 milhões de brasileiros sejam imunizados com, pelo menos, duas doses dela.

Quem vai poder tomar a vacina contra a Covid-19?

Fase 1

Na primeira fase, os primeiros brasileiros que serão imunizados são os trabalhadores da saúde, idosos a partir de 75 anos e indígenas. Os idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de acolhimento como, casas de repouso e asilos, também estarão dentro da fase 1 da vacinação.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Fase 2

Já na segunda fase da vacinação será destinada a pessoas que tem entre 60 e 74 anos. Também estão nessa lista, pessoas de qualquer idade que apresentem comorbidades, ou seja, maior chance para agravamento da doença.

Fase 3 e 4 da vacina contra a Covid-19

Na quarta e última fase serão vacinados: professores, profissionais de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e detentos.

Quando a vacinação deve começar no Brasil?

De acordo com o edital divulgado pelo Ministério da Saúde, o plano preliminar de imunização deve começar em março.

Haverá doses da vacina contra a Covid-19 para todos?

Não. O Ministério da Saúde, não haverá doses suficientes para atender a população brasileira em 2021.
Segundo o secretário de Vigilância em Saúde da Pasta, Arnaldo Medeiros, o plano apresentado é uma preliminar e que sua estrutura final dependerá das vacinas disponibilizadas. “É importante destacar que o plano que está sendo discutido ainda é preliminar e sua validação final vai depender da disponibilidade, licenciamento dos imunizantes e situação epidemiológica de cada região”, disse o secretário.

Quais são as vacinas existentes da Covid-19 até agora?

Até o momento a Anvisa estuda vacinas desenvolvidas pelos laboratórios Pfizer, Astrazeneca (em parceria com a Universidade de Oxford) e Sinovac (em parceria com o Instituto Butantan).
Por meio de acordos com a Fiocruz/AstraZeneca (100,4 milhões) e Covax Facility (42,5 milhões), o Brasil já possui cerca de 142,9 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 garantidas.

Veja como funciona as fases verde, amarela e vermelha em São Paulo

O Ministério da Saúde se reuniu também, com representantes dos laboratórios Pfizer BioNTech, Moderna, Bharat Biotech (Covaxin) e Instituto Gamaleya (Sputnik V), que possuem vacinas em estágio avançado de pesquisa clínica.
De acordo com o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, nenhuma das vacinas está descartada. “Estamos na prospecção de todas as vacinas. Todas são importantes”, pontuou.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes