Auxílio emergencial deve pagar parcelas atrasadas de até R$ 250

O pagamento está previsto para começar no dia 6 de abril. O calendário do auxílio emergencial ainda não foi divulgado

O auxílio emergencial 2021 começa a ser pago a partir da próxima terça-feira, no dia 6 de abril. Serão quatro parcelas pagas até o mês de julho. A definição de quem receberá ou não o valor da ajuda será divulgada pelo Dataprev nesta quinta, 1º de abril.

Os beneficiários que tiverem direito e não estejam neste lote de pagamentos receberão os valores atrasados, caso o direito seja confirmado posteriormente pelo Dataprev.

O valor médio da nova rodada do auxílio emergencial é de R$ 250 por família. Para quem mora sozinho, o valor é de R$ 150. Caso a beneficiária seja uma mãe solteira, o valor é de R$ 375. Já para as demais situações, as parcelas atrasados são de R$ 250, totalizando R$ 1.000, e de R$ 150, totalizando R$ 600.

Para saber se tem direito a segunda rodada do auxílio ou as parcelas atrasadas, o beneficiário deve acessar o Dataprev a partir de quinta e fazer a consulta por CPF. O calendário de pagamentos completo ainda será divulgado pelo governo federal.

Quem recebe o auxílio emergencial de 2021?

Tem direito ao auxílio emergencial 2021 as pessoas que não recebem nenhum outro benefício do Governo Federal (com exceção do Bolsa Família), como Microempreendedores Individuais (MEI), os contribuintes individuais do INSS, autônomos e trabalhadores informais, e que estão aptos a receber a ajuda.

Outro requisito para receber o auxílio emergencial é a necessidade de não estar empregado formalmente, ter mais de 18 anos e a renda familiar mensal ser R$ 522,50 por pessoa ou total de até R$ 3.135, que equivale a três salários mínimo.

Outra regra é que a pessoa não pode ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70 (ou seja, que não precisou declarar Imposto de Renda em 2018).

Desde que atenda às regras do auxílio, quem já está cadastrado no Cadastro Único, ou recebe o benefício Bolsa Família, receberá o auxílio emergencial. Neste ano, outra regra válida é que não haverá novos cadastros para ganhar o auxílio.

Confira os grupos:

  • Trabalhadores informais;
  • Beneficiários do Bolsa Família;
  • Renda familiar mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300);
  • Renda familiar per capita mensal de até meio salário mínimo (R$ 550);
  • Quem recebeu o auxílio emergencial no ano passado.

Leia mais:

O que a Dataprev analisa no auxílio emergencial de 2021?

Em abril: veja como consultar o auxílio emergencial 2021

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

2 Comentários
  1. Avatar of márcio batista da silva
    Márcio batista da Silva Diz

    Oi Eu Márcio batista da Silva sou cadastrado no cadastro único e não tiver a minha segunda parcela do auxílio pago e nem a terceira parcela , sendo q no aplicativo meu no celular apareceu dizendo q já tinha sido encaminhado o meu auxílio emergencial para a caixa econômica , com os valores de 250 mais eu ainda não recebi esse valor sendo que eu já fiz uma reclamação no dataprevê e foi até aprovado maís só recebi uma parcela até agora ,e preciso muito do auxílio emergencial pra mim pode sobreviver melhor , estou desempregado a anos pó motivo de ser inválido para o mercado de trabalho por motivo da diabetes tipo1 severa q eu tenho a anos , direito eu passo muito mal e chegou a para no hospital de emergência tendo glicemia baixar de mais pó motivo da diabetes severa ,e Eu já sou até cadastrado no CRAS por esse motivo , então gente pó favor 🙏 me ajudar aí tomo dóis tipos de insulina e eu preciso comer e se alimentar melhor ,eu dependo muito da ajuda auxílio emergencial quero receber meus auxílio normalmente como do ano passado né pôr favor pesso esse apelo a vcs me ajudar em nome de Jesus Cristo amém 🙌🙏 obrigado e obrigada

  2. Avatar of claudete
    Claudete Diz

    Olá boa tarde. Eu recebi todos os auxílio e agora na 3° desse ano bloquearam. Por favor me ajudem.