Bolsa Família: prazo para contestar auxílio negado acaba hoje (29)

Apesar do prazo para contestar auxílio negado acabar hoje, o pagamento da nona e última parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família ocorreu entre os dias 10 e 23 de dezembro.

Inscritos no Bolsa Família têm até hoje (29) para contestar o auxílio emergencial negado. O prazo começou no dia 20 de dezembro, e durante esses dias os beneficiários tiveram a possibilidade de fazer contestação em relação ao cancelamento ou o bloqueio do auxílio emergencial ou residual.

Ao passo que os demais beneficiários do auxílio tiveram até o dia 26 para contestar negativa do auxílio residual. Bem como, até o dia 20 para contestar auxílio emergencial cancelado, por indícios de irregularidades.

Como contestar auxílio negado?

Para contestar o auxílio negado, o beneficiário do Bolsa Família deve acessar o site da Dataprev, sigla para Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência. O processo é feito de forma totalmente online, não sendo necessário ir até uma agência da Caixa, por exemplo. Veja o passo a passo:

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

  1. Acesse o site da Dataprev, na seção de “Consulta ao Auxílio Emergencial”;
  2. Informe o número do CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento;
  3. Clique em enviar;
  4. Depois disso, caso seu benefício tenha sido negado, o Dataprev vai informar o motivo da negativa;
  5. Inicie o pedido de contestação na mesma página, caso não concorde com a justificativa indicada.

Os documentos que devem ser enviados na contestação variam de acordo com o motivo da negativa ou bloqueio. Os quais foram definidos através de portaria do Ministério da Cidadania.

Fim do auxílio emergencial

Apesar do prazo para contestar auxílio negado acabar hoje, o pagamento da nona e última parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família ocorreu entre os dias 10 e 23 de dezembro. Esse grupo recebeu os pagamentos nos dez últimos dias úteis de cada mês, seguindo a ordem do final do Número de Identificação Social (NIS).

Já para os inscritos no auxílio emergencial via Cadastro Único, aplicativo ou site da Caixa, o depósito da última parcela do benefício em poupança social digital ocorreu hoje (29). Ao passo que, a liberação para saques e transferências segue até janeiro de 2021.

Nesse sentido, o benefício teve o objetivo de amparar os desempregados, trabalhadores informais e autônomos durante a pandemia da Covid-19. A possibilidade de prorrogação para o próximo ano segue sem definição.

 

Leia também:

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes