Bolsa Família: prazo para contestar auxílio negado acaba hoje (29)

Apesar do prazo para contestar auxílio negado acabar hoje, o pagamento da nona e última parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família ocorreu entre os dias 10 e 23 de dezembro.

Inscritos no Bolsa Família têm até hoje (29) para contestar o auxílio emergencial negado. O prazo começou no dia 20 de dezembro, e durante esses dias os beneficiários tiveram a possibilidade de fazer contestação em relação ao cancelamento ou o bloqueio do auxílio emergencial ou residual.

Ao passo que os demais beneficiários do auxílio tiveram até o dia 26 para contestar negativa do auxílio residual. Bem como, até o dia 20 para contestar auxílio emergencial cancelado, por indícios de irregularidades.

Como contestar auxílio negado?

Para contestar o auxílio negado, o beneficiário do Bolsa Família deve acessar o site da Dataprev, sigla para Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência. O processo é feito de forma totalmente online, não sendo necessário ir até uma agência da Caixa, por exemplo. Veja o passo a passo:

  1. Acesse o site da Dataprev, na seção de “Consulta ao Auxílio Emergencial”;
  2. Informe o número do CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento;
  3. Clique em enviar;
  4. Depois disso, caso seu benefício tenha sido negado, o Dataprev vai informar o motivo da negativa;
  5. Inicie o pedido de contestação na mesma página, caso não concorde com a justificativa indicada.

Os documentos que devem ser enviados na contestação variam de acordo com o motivo da negativa ou bloqueio. Os quais foram definidos através de portaria do Ministério da Cidadania.

Fim do auxílio emergencial

Apesar do prazo para contestar auxílio negado acabar hoje, o pagamento da nona e última parcela do auxílio emergencial para os inscritos no Bolsa Família ocorreu entre os dias 10 e 23 de dezembro. Esse grupo recebeu os pagamentos nos dez últimos dias úteis de cada mês, seguindo a ordem do final do Número de Identificação Social (NIS).

Já para os inscritos no auxílio emergencial via Cadastro Único, aplicativo ou site da Caixa, o depósito da última parcela do benefício em poupança social digital ocorreu hoje (29). Ao passo que, a liberação para saques e transferências segue até janeiro de 2021.

Nesse sentido, o benefício teve o objetivo de amparar os desempregados, trabalhadores informais e autônomos durante a pandemia da Covid-19. A possibilidade de prorrogação para o próximo ano segue sem definição.

 

Leia também:

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.