Caixa reduz taxa de juros do financiamento imobiliário; veja o que muda

As medidas foram anunciadas após a marca de R$ 500 bilhões na carteira para crédito imobiliário. Dentre os anúncios estão o pagamento parcial, a prorrogação da carência e crédito habitacional digital

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta quarta-feira (14) a redução na taxa de financiamento imobilário para pessoa física, através dos recursos da poupança. Além disso, outras medidas foram divulgadas em coletiva transmitida pela internet.

Elas foram anunciadas depois do banco atingir a marca histórica de R$ 500 bilhões na carteira para o crédito imobiliário em outubro, com o total de 5,6 milhões de contratos. Desde janeiro de 2019, quando assumiu a instituição, o aumento foi de 13,4%.

 

Redução de taxa de juros da Caixa Econômica

O piso passará de 6,5% para 6,25% mais a taxa referencial (TR) ao ano. O teto, então, caiu de 8,5% para 8% mais TR. As novas taxas entram em vigor no próximo dia 22 de outubro para novos financiamentos. Dessa forma, o banco estima conceder mais de R$ 14 bilhões em crédito imobiliário com uso de recursos da poupança até o fim deste ano.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Pagamento parcial

Para as famílias com dificuldades para retomar o pagamento integral da prestação habitacional, poderão optar pelo pagamento parcial: 75% da prestação por até seis meses, ou 50% a 75% da prestação por até três meses. Assim, estima-se que a medida poderá beneficiar mais de 620 mil clientes.

 

Prorrogação da carência Caixa Econômica

Entre os anúncios, está a prorrogação da carência até o fim do ano para o início do pagamento das parcelas dos novos contratos imobiliários. Assim, os clientes pessoas físicas poderão iniciar o pagamento do encargo mensal, composto de juros e amortização, após seis meses da contratação, mas apenas para aquisição de imóveis novos. Nesse período, eles pagarão seguros e taxa de administração do contrato.

 

Créditos e feiras habitacionais digitais

Os clientes poderão contratar o financiamento imobiliário pelo aplicativo Caixa Habitação a partir de 19 de outubro. Assim, o processo será simples e transparente, e o cliente precisará ir à agência apenas para assinar o contrato.

Da mesma forma, as feiras habitacionais seguirão um formato virtual atendendo às necessidades do cliente. O banco será o agente financeiro oficial dessas feiras, proporcionando aos clientes as melhores condições para a compra da casa própria.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes