Calendário Bolsa Família: pagamentos do auxílio de R$300 de novembro

Mais de 13,6 milhões de famílias do programa estão recebendo o auxílio emergencial. O calendário de repasse dos valores são mensais e de acordo com o número final do Número de Identificação Social (NIS)

O Bolsa Família é um programa de transferência de renda que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Com 14,2 milhões de famílias atendidas, mais de 13,6 milhões estão recebendo o auxílio emergencial. Dessa forma, o calendário de repasse dos valores do benefício para o Bolsa Família são mensais através do número final do Número de Identificação Social (NIS).

 

Como funciona o auxílio emergencial extra para o Bolsa Família?

Os beneficiários do Bolsa família seguem um calendário próprio, e foram divididos em ciclos criados pelo Ministério da Cidadania. Apesar de cerca de 95% dos beneficiários terem migrado automaticamente para o auxílio, segundo dados do Governo e Dataprev, muitos deles podem ter sido excluídos por deixarem de cumprir as exigências.

Portanto, será vetado das parcelas extras aqueles que conseguiram emprego formal, aposentadoria, pensão ou seguro-desemprego após receber o auxílio, e que tiver renda mensal acima de meio salário-mínimo por pessoa e renda familiar mensal total acima de três salários mínimos. Além disso, o valor deve entrar automaticamente na conta poupança do Caixa Tem. O auxílio deve chegar ao fim, então, após o último pagamento em dezembro.

 

Calendário de pagamentos do Bolsa Família (NIS):

  • Número final de inscrição 1: receberão a partir de 17 de novembro;
  • Final de inscrição 2: receberão a partir de 18 de novembro;
  • Final de inscrição 3: receberão a partir de 19 de novembro;
  • Número final de inscrição 4: receberão a partir de 20 de novembro;
  • Final de inscrição 5: receberão a partir de 23 de novembro;
  • Final de inscrição 6: receberão a partir de 24 de novembro;
  • Número final de inscrição 7: receberão a partir de 25 de novembro;
  • Final de inscrição 8: receberão a partir de 26 de novembro;
  • Final de inscrição 9: receberão a partir de 27 de novembro;
  • Número final de inscrição 0: receberão a partir de 30 de novembro.

Assim, os beneficiários podem fazer o saque através do cartão do Programa Bolsa Família, Cartão Cidadão ou por crédito em conta da Caixa.

 

Quem pode receber o auxílio emergencial prorrogado?

Em suma, o pagamento das parcelas do auxílio emergencial extra considera a data em que o beneficiário fez a solicitação. Assim, quem se adiantou terá direitos a mais parcelas, seguindo o seguinte cronograma:

  • Assim, quem recebeu a primeira parcela em abril terá direito a mais quatro parcelas;
  • Quem teve o auxílio aprovado em maio vai receber mais três parcelas;
  • Aquele que recebeu a primeira parcela em junho, então, ganha mais duas parcelas;
  • Quem recebeu a primeira parcela em julho vai receber só mais uma parcela;
  • Por fim, quem pertence ao programa Bolsa Família vai receber todas as parcelas residuais de R$ 300.

 

Leia também:

Extensão do auxílio emergencial negado para Bolsa Família pode ser contestado

Renda Cidadã: quais as mudanças propostas pelo novo Bolsa Família?

Bolsa Família: quem tem direito?; confira guia completo

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.