Aprenda a consultar habilitação do seguro-desemprego pela internet

É possível consultar habilitação do seguro-desemprego pelo site da Caixa e também pelo aplicativo Caixa Trabalhador.

O trabalhador pode dar entrada no seguro-desemprego do 7º ao 120º dia após a demissão sem justa causa. Após fazer isso, há a expectativa sobre a aprovação ou não do benefício. Dessa forma, é possível consultar habilitação do seguro-desemprego pelo site da Caixa e também pelo aplicativo Caixa Trabalhador.

Para que serve essa consulta?

O serviço de consulta de habilitação do seguro-desemprego serve para o trabalhador verificar se receberá ou não o benefício em que deu entrada após ser demitido sem justa causa.

Nesse processo, é possível saber em qual condição o cidadão se encontra na solicitação. Podendo visualizar informações sobre a liberação das parcelas, caso o pagamento tenha sido aprovado.

Na consulta, podem aparecer quatro diferentes situações para o trabalhador que deu entrada no seguro-desemprego. Veja quais são e o que significam:

  • Notificado: nos casos em que o sistema indicar a situação de notificado, quer dizer que o cidadão não tem mais direito ao recebimento de parcelas do seguro desemprego, por já ter adquirido novo emprego de carteira assinada. Nota-se que é preciso devolver as parcelas recebidas indevidamente, quando já estava empregado.
  • Parcelas a emitir: na situação de parcelas a emitir, o cidadão deve entender que mesmo que o pagamento esteja atrasado, há direito ao recebimento das parcelas. Isso pode ocorrer pelo envio do envio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados Diário (Caged) não é feito. Nessa situação, o sistema da consulta pede que o trabalhador faça uma nova consulta após sete dias úteis.
  • Devolvida: é a mensagem para quando o dinheiro das parcelas é devolvido aos cofres públicos. Essa situação ocorre quando há alguma irregularidade com o Programa de Integração Social (PIS), o qual pode estar sem cadastro, ativo ou ainda cancelado. Bem como, quando o cidadão não sacou o dinheiro dentro do prazo estipulado. Para resolver o caso, o trabalhador deve regularizar seu PIS.
  • Nenhum requerimento encontrado: ao receber essa resposta na consulta de habilitação do seguro-desemprego, o cidadão deve entender que não deu entrada no benefício. Pode acontecer também de o pedido não ter sido computado por falha no sistema. Nessa situação, a orientação é realizar um novo requerimento para o benefício.

Ademais, caso nenhuma dessas mensagens apareça no procedimento, significa que o pagamento está aprovado e não há irregularidades. Os prazos para liberação e saques das parcelas estão descritos no comprovante emitido após a consulta.

Consulta de habilitação do seguro-desemprego pelo site da Caixa

Para consultar a habilitação do seguro-desemprego pelo site da Caixa Econômica Federal, a orientação é acessá-lo e clicar na aba de “Benefícios e Programas”. Feito isso selecione o item de “Seguro-desemprego” e então clique no botão laranja escrito “Consultar o pagamento”.

Site da Caixa Econômica Federal

Em seguida, para fazer a consulta é preciso realizar o login com o CPF, NIS ou e-mail e depois clicar em “Consulte seu benefício”. Quem não tem cadastro neste sistema deve clicar em “Cadastrar/Esqueci Senha”.

Consulta de habilitação do seguro-desemprego pelo aplicativo

Além disso, o trabalhador também pode consultar a habilitação do seguro-desemprego pelo aplicativo Caixa Trabalhador, que está disponível para celular Android e iOS. Ao entrar no app, a orientação é clicar em “Acessar” para fazer o login com CPF e senha. Quem não tem cadastro deve clicar em “Cadastre-se”.

Aplicativo Caixa Trabalhador
Aplicativo Caixa Trabalhador

Ao entrar na plataforma, o próximo passo é apertar na aba de “Consultas” e clicar em “Seguro-desemprego” para verificar a situação do pedido.

Quem pode receber o benefício?

Além de saber consultar a habilitação do seguro-desemprego, é importante saber quem pode receber o pagamento das parcelas e quais as regras. Confira:

  • Trabalhador formal demitido sem justa causa;
  • Trabalhador não pode possuir renda própria que seja suficiente à sua manutenção e de sua família;
  • Cidadão deve estar desempregado no momento do requerimento;
  • Deve ter recebido salários de pessoa jurídica ou de pessoa física a ela equiparada, dentro dos prazos estabelecidos para cada solicitação;
  • Não pode receber qualquer benefício previdenciário de prestação continuada, com exceção do auxílio-acidente, do auxílio suplementar e do abono de permanência em serviço.

 

Leia também:

Confira como dar entrada no seguro-desemprego pelo aplicativo

Seguro-desemprego: como conseguir o número do requerimento?

Quem é MEI tem direito ao seguro-desemprego?

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes