Férias com contrato suspenso? Entenda como deve funcionar

Dúvidas podem surgir em relação ao direito a férias com o contrato suspenso. Afinal, a MP 936 impactou nesse e em outros direitos trabalhistas.

Dúvidas podem surgir em relação ao direito a férias com o contrato suspenso. Afinal, a MP 936 impactou nesse e em outros direitos trabalhistas.

O que é a MP 936?

A Medida Provisória nº 936, de 1º de abril de 2020 criou o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda. A lei permite a redução proporcional de jornada de trabalho e de salário, em 25%, 50% ou 70%. Bem como a suspensão temporária do contrato de trabalho. A justifica é a manutenção de empregos em meio ao estado de calamidade pública, causado pela pandemia da Covid-19.

Como contrapartida, quem foi afetado pela medida pode receber um benefício emergencial, chamado de BEm, o qual pode chegar até R$ 1.813,03. Ele é calculado com base no seguro-desemprego.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A saber, na quarta-feira (14) o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto autorizando a prorrogação do programa por mais 60 dias, totalizando oito meses.

Quem teve contrato suspenso tem direito a férias?

De fato, trabalhadores que tiveram o contrato suspenso por conta da MP 936 terão suas férias afetadas. Isso porque o tempo de suspensão não é contabilizado no período aquisitivo para as férias.

Nesse sentido, as férias são um dos direitos estabelecidos ao trabalhador na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). O empregado pode entrar em férias remuneradas a cada 12 meses trabalhados, o que é denominado de período aquisitivo. Há o direto de 30 dias de descanso.

Sendo assim, há a interrupção da contagem desses 12 meses no período de contrato suspenso. Por exemplo, o trabalhador que teve a suspensão de três meses deverá desconsiderar esse tempo para a contagem. Então, na prática, as férias podem ser adiadas. Mas ainda é um direito do trabalhador.

Como ficam as férias para quem teve jornada de trabalho reduzida?

Ademais, quem teve jornada de trabalho e salário reduzido também pode sentir o impacto nas férias. Desta vez, referente à remuneração a ser paga nesse período.

Desse modo, o valor pago nas férias é equivalente ao salário recebido pelo funcionário. E no caso desse salário estar reduzido, poderá ser refletido no dinheiro recebido no período de descanso.

No entanto, a contagem do período aquisitivo continua a mesma, já que o empregado não interrompeu suas atividades.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes