Como saber se fui cortado da 6ª parcela do auxílio emergencial 2021?

Com o início do pagamento da sexta parcela, uma dúvida comum entre os cidadãos é como saber se foi cortado do auxílio emergencial 2021. Isso pode acontecer com quem deixar de cumprir com algum dos requisitos que garantem o recebimento do benefício, mesmo após já ter recebido as parcelas anteriores. 

 Então, veja a seguir como saber se você continua na folha de pagamento do programa. 

Quem foi cortado do auxílio emergencial?

Nem todos os beneficiários receberão a 6ª parcela do auxílio emergencial neste mês e setembro. Isso porque o Ministério da Cidadania e a Dataprev estão realizando periodicamente, uma revisão nos dados dos cidadãos.

Portanto, foram cortados aqueles que deixaram de cumprir as regras  do auxílio emergencial 2021, dentre essas pessoas, estão os cidadãos que possuem vínculo de trabalho ativo; aqueles que passaram a receber o seguro desemprego, assim como os cidadãos que estão recebendo benefícios previdenciários ou assistenciais.

O mesmo acontece com quem passou a ter renda acima do limite que é de meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda total ultrapasse três salários mínimos (R$ 3.135,00). Aqueles cidadãos que possuem registro de prisão e quem estiver residindo no exterior também ficam de fora do sexto ciclo de pagamentos do auxílio emergencial.

Como saber se fui cortado do auxílio emergencial 2021?

Existem algumas formas de saber se fui cortado do Auxílio Emergencial 2021. A principal é fazer a consulta através da internet, através dos seus dados pessoais. Para isso, o governo federal disponibiliza três opções, são elas: 

- PUBLICIDADE -

  • site do Ministério da Cidadania: https://consultaauxilio.cidadania.gov.br;
  • site da Dataprev: consultaauxilio.dataprev.gov.br
  • site da Caixa Econômica Federal: auxilio.caixa.gov.br. 

Então, para saber se você foi cortado do auxílio emergencial, primeiramente, acesse a plataforma escolhida e informe seu CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento. Depois, clique na opção “Não sou robô” e envie o pedido de acesso. 

Após serem validados os seus dados e permitido o acesso, selecione a aba “Auxílio Emergencial 2021”. Assim, você deverá clicar no ícone de informação “i” para conferir a situação da 6ª parcela do auxílio emergencial. 

Quem não possui acesso à internet ou prefira fazer a consulta pelo telefone, basta entrar em contato com a Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal. Para isso, ligue no telefone 111. A ligação pode ser feita de segunda a domingo de forma gratuita, das 7h às 22h. 

Para receber atendimento via telefone, também é preciso informar o seu CPF. Outra forma de verificar saber se você foi cortado do auxílio emergencial 2021, é acompanhar as datas de pagamento da sexta parcela e conferir se o dinheiro caiu na sua conta poupança social digital. 

Pagamento da 6ª parcela do auxílio emergencial

Se o seu benefício foi liberado, acompanhe o calendário da sexta parcela do auxílio emergencial de 2021, visto que os pagamentos continuam nesta terça-feira, 21. Vale ressaltar que a Caixa Econômica Federal dará início para os depósitos do público geral. Então, veja a seguir as datas completas deste mês:

21 de setembro:

  • Beneficiários com NIS de final 3
  • Nascidos em Janeiro

22 de setembro:

  • Beneficiários com NIS de final 4
  • Nascidos em Fevereiro

23 de setembro:

- PUBLICIDADE -

  • Beneficiários com NIS de final 5
  • Março

24 de setembro:

  • Beneficiários com NIS de final 6
  • Nascidos em Abril

25 de setembro:

  • Nascidos em Maio

26 de setembro:

  • Nascidos em Junho

27 de setembro:

- PUBLICIDADE -

  • Beneficiários com NIS de final 7

28 de setembro:

  • Beneficiários com NIS de final 8
  • Nascidos em Julho

29 de setembro:

  • Beneficiários com NIS de final 9
  • Nascidos em Agosto

30 de setembro

  • Beneficiários com NIS de final 0
  • Nascidos em setembro

1º de outubro:

  • Nascidos em Outubro

2 de outubro:

  • Nascidos em Novembro

3 de outubro:

Nascidos em Dezembro

Como contestar o auxílio emergencial cortado?

Se através da consulta você conferiu que o seu benefício está cortado, saiba que é possível fazer a contestação desse resultado. Mas a orientação é aguardar a atualização da Dataprev e a liberação do novo prazo para que você possa fazer um novo pedido de análise de benefício.

Esse período costuma ser de 10 dias, então, você deverá retornar ao site da Dataprev e clicar na opção “contestação”. A partir daí, é necessário aguardar a nova análise e, se o motivo do cancelamento estiver relacionados à atualização de dados, o pedido do cidadão será reanalisado.

Não há um prazo para que o beneficiário obtenha a resposta da contestação, mas em caso de aprovação o cidadão poderá receber os valores retroativos se tiver direito, inclusive poderá receber a última parcela do auxílio emergencial que será paga entre os dias 18 e 31 de outubro. 

Comentários (0)
Comentar