Como se inscrever no Auxílio Brasil e receber em janeiro de 2022?

A expectativa é de que o Ministério da Cidadania comece fazer a seleção de novos beneficiários do programa de distribuição de renda no próximo mês

O governo se prepara para liberar a terceira rodada de pagamentos do Auxílio Brasil. Com isso, também se espera que novos beneficiários sejam incluídos no programa, mas para participar da seleção em 2022 e pleitear o pagamento em janeiro é necessário saber como se inscrever no Auxílio Brasil.

Pagamento do Auxílio Brasil em janeiro de 2022

O pagamento do Auxílio Brasil já está confirmado para janeiro de 2022, visto que a PEC dos Precatórios foi aprovada e com isso, possibilitou ao governo fazer alterações nas regras de pagamento das dívidas da União reconhecidas pela Justiça.

Com isso, os beneficiários vão receber em janeiro a quantia média de R$ 415, segundo o Ministério da Economia. O calendário deve seguir as mesmas datas de pagamento do antigo programa Bolsa Família, assim, o dinheiro será liberado entre os dias 18 e 31 de janeiro.

Os depósitos também acontecerão sendo realizados pela Caixa Econômica Federal de forma escalonada conforme  o dígito final do NIS (Número de Identificação Social) de cada beneficiário. Veja quando será o seu pagamento:

NIS com final 1: 18 de janeiro;

NIS com final 2: 19 de janeiro;

NIS com final 3: 20 de janeiro;

NIS com final 4: 21 de janeiro;

NIS com final 5: 24 de janeiro;

NIS com final 6: 25 de janeiro;

NIS com final 7: 26 de janeiro;

NIS com final 8: 27 de janeiro;

NIS com final 9: 28 de janeiro;

NIS com final 0: 31 de janeiro.

Como se inscrever no Auxílio Brasil?

Como o governo pretende elevar para 17,9 milhões o número de famílias beneficiadas pelo programa social em 2022, é necessário entender como se inscrever no Auxílio Brasil. O primeiro passo é se cadastrar no CadÚnico (Cadastro Único para programas sociais).

Essa é a principal ferramenta do governo para incluir famílias de baixa renda em programas sociais. Portanto, o procedimento é praticamente o mesmo que era utilizado no programa Bolsa Família.

Assim, o responsável familiar chamado de RF deve procurar o setor responsável na cidade onde reside e solicitar a inscrição. Geralmente, o CadÚnico é registrado nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS). Para efetivar esse cadastro é preciso apresentar os seguintes dados:

>> documentos pessoais como RG, CPF, título de eleitor, certidão de nascimento ou de óbito (de todos os membros da família). Para família indígena basta apresentar o registro administrativo de nascimento indígena (Rani);

>> comprovante de renda, como a carteira de trabalho;

>> comprovante de endereço, sendo preferencialmente a conta de energia;

Como se inscrever no auxílio brasil
Foto: sergio amaral/secretaria de assistência social da prefeitura de ubatuba

O responsável também passará por uma entrevista sobre as condições da residência familiar, renda, escolaridade dos membros para que seja traçado o perfil familiar. Na oportunidade, informe ainda que deseja se inscrever no Auxílio Brasil.

Afinal, o CadÚnico garante o pagamento do Auxílio Brasil?

A seleção dos novos beneficiários no Auxílio Brasil deve acontecer a partir de janeiro, mas é importante dizer que o CadÚnico por si só não garante o acesso ao novo programa, apenas significa que ela está incluída em uma lista de reserva do programa.

Então, as famílias que decidirem se inscrever no auxílio brasil ainda vão passar por uma seleção realizada em conjunto com a empresa de tecnologia Dataprev. Durante essa análise será verificado se os solicitantes atendem às regras do programa. São elas:

>> ser de famílias em situação de extrema pobreza: são aquelas que possuem renda familiar mensal per capita de até R$ 100,00

>> ser de famílias em situação de pobreza: são aquelas que possuem renda familiar mensal per capita entre R$ 100,01 e R$ 200,00;

Além disso, outro requisito principal é estar com os dados do CadÚnico atualizados que deve ser feita junto ao CRAS. Atualmente, alguns municípios também estão oferecendo meios eletrônicos para que os cidadãos possam fazer a atualização sem sair de casa.

Inicialmente, o governo pretende zerar a fila de espera que se formou para o Bolsa Família. Nesse grupo estão os cidadãos que já estão inscritos no CadÚnico, mas ainda não haviam sido aprovados para receber o benefício social.

A partir das novas inscrições, a expansão do programa vai ser feita ao longo dos próximos meses conforme a quantidade de famílias atendidas no município, além do limite orçamentário destinado ao Auxílio Brasil.

Como saber se a minha inscrição foi aprovada?

Após se inscrever para participar da seleção do Auxílio Brasil, a família é orientada à acompanhar o cadastro por meio do aplicativo Meu CadÚnico. O acesso é feito por meio do nome completo do representante familiar; data de nascimento; nome da mãe, estado e município onde reside.

Assim, aparecerá uma tela com todas as informações sobre a inscrição. Após a seleção, o cidadão será informado pelo governo sobre a liberação da inscrição no Auxílio Brasil. Depois, basta fazer download do app Auxílio Brasil para acompanhar o pagamento.

É necessário fazer o cadastro do CPF e de uma senha. Outra opção é ligar para a Central de Atendimento da Caixa Econômica Federal, por meio do número 0800 726 0207.

RELACIONADO | Auxílio emergencial de R$ 3 mil para pais solteiros está confirmado

Você pode gostar também