Desemprego no Brasil atinge 14,1 milhões de pessoas

Pesquisa sobre desemprego foi divulgada nesta terça e diz que houve aumento de pessoas desocupadas e ocupadas. Confira os dados.

Foi divulgada nesta terça-feira (29) dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Pnad Contínua e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE sobre a taxa de desemprego no Brasil.

Segundo pesquisa,  o aumento do desemprego no país foi de 14,3% no trimestre de agosto a outubro deste ano e atingiu 14,1 milhões de pessoas.

Na comparação com o trimestre anterior (maio a julho), houve aumento de 0,5 ponto percentual (13,8%). Já em comparação com o mesmo trimestre de 2019, são 2,7 pontos percentuais a mais (11,6%)

População desocupada

Assim como a taxa de desemprego,  a população desocupada, ou seja, aquela que não procurou emprego nos últimos 30 dias, também cresceu. O percentual neste trimestre registra 7,1% a mais do trimestre anterior, que computou 13,7% de brasileiros desempregados ou desocupados.

Ao todo são 931 mil pessoas a mais, procurando um emprego no país e, segundo os dados, 1,7 milhão de pessoas a mais do que o fim do anos passado.

População ocupada

Houve alta também no aumento de brasileiros ocupados. Cerca de 2,8% dos brasileiros complementam essa lista que soma, até o momento, 84,3 milhões de pessoas.

“Se compararmos com o mesmo trimestre do ano anterior, temos uma população ocupada que é menor em quase 10 milhões de pessoas e um aumento de 12 milhões na população fora da força. Então esse pode ser um início de uma recomposição, mas as perdas acumuladas na ocupação durante o ano ainda são muito significativas”, afirmou a analista da pesquisa Adriana Beringuy ao Uol.

Pesquisa sobre desemprego

A Pnad Contínua realizou a pesquisa sobre desemprego em 211.344 casas em cerca de 3.500 municípios brasileiros. O IBGE considera desempregado quem não tem trabalho e procurou algum nos 30 dias anteriores à semana em que os dados foram coletados.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.