Ibovespa opera em queda após Copom elevar Selic

Às 10h28 (horário de Brasília), o índice recuava 0,83% a 115.585 pontos

O Ibovespa hoje opera em queda na manhã desta quinta-feira, 18, após o Comitê de Política Monetária (Copom) elevar a Selic em 0,75 ponto porcentual, para 2,75% ao ano. O tamanho da alta não estava entre as maiores apostas de economistas e analistas financeiros, que previram 0,50 ponto porcentual. O mercado ainda digere a decisão do Banco Central, que sinalizou, em seu comunicado de ontem, que novo aumento, na próxima reunião, em maio, não está descartado, podendo retomar, assim, o ciclo de altas dos juros básicos da economia.

Às 10h28 (horário de Brasília), o Ibovespa apresentava recuo de 0,83% a 115.585 pontos.

Na outra ponta, o dólar comercial operava em baixa de 0,44%, a R$ 5,561 na compra e a R$ 5,562 na venda.

Nos Estados Unidos, o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) manteve a taxa de juros entre 0% e 0,25%, surpreendendo o mercado interno e internacional. Também sinalizou que esse patamar deve continuar até 2023. Membros do Federal Reserve (Fed) ainda revisaram para cima as projeções do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA em 2021, de um crescimento de 4,2% para 6,5%.

A XP Investimentos destacou em seu relatório, porém, que a alta taxa de juros não deve impactar a trajetória do Ibovespa. Ou, ainda, afetar o fluxo de renda fixa para ações.

“Levando em consideração que a nossa expectativa de inflação é de 4,9% e da Selic, de 5,0% para o final de 2021, as taxas reais continuarão muito baixas, prevendo ainda um retorno real menor para investidores em renda fixa”, afirma o relatório.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.