PIB: quais as maiores economias do mundo em 2021

Estados Unidos lideram com US$ 20,9333 trilhões enquanto Brasil surge no 12º lugar

O Produto Interno Bruto (PIB) de um País é uma das principais medidas para entender o tamanho de uma economia. O indicador representa a produção de todos os bens e serviços que um país produz. Por isso, o crescimento de 1,2% no PIB brasileiro, no 1º trimestre de 2021, divulgado em 1 de junho de 2021, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é importante para compreender a saúde econômica do Brasil nestes três primeiros meses do ano.

Com base no Fundo Monetário Internacional em abril de 2021, confira as 15 maiores economias do mundo segundo o PIB:

Fica em  oitavo lugar, se considerada o Paridade do Poder de Compra (PPC), indicador que mede o poder de compra de um país. Se considerar o PIB per capita,  que serve para verificar a distribuição de tudo o que o país produziu pela sua população, o Brasil, infelizmente, fica fora das vinte maiores economias do mundo.

As 15 maiores economias do mundo (PIB em US$ trilhões)

O Brasil ocupa a 12ª posição no ranking das maiores economias do mundo – pelo menos até junho de 2021. É o principal indicador levando em conta o PIB, já que traz um dado bruto, em trilhões de dólares, de tudo que foi produzido no território. No topo, os Estados Unidos reinam sozinhos com quase US$ 21 trilhões, com a China atrás, com pouco mais de US$ 14,7 trilhões. O Brasil, que já ficou no top 10, agora está apertado entre Rússia e Austrália.

  1. Estados Unidos: US$ 20,933 trilhões
  2. China: US$ 14,723 trilhões
  3. Japão: US$ 5,049 trilhões
  4. Alemanha: US$ 3,803 trilhões
  5. Reino Unido: US$ 2,711 trilhões
  6. Índia: US$ 2,709 trilhões
  7. França: US$ 2,599 trilhões
  8. Itália: US$ 1,885 trilhão
  9. Canadá: US$ 1,643 trilhão
  10. Coreia do Sul: US$ 1,631 trilhão
  11. Rússia: US$ 1,474 trilhão
  12. Brasil: US$ 1,434 trilhão
  13. Austrália: US$ 1,359 trilhão
  14. Espanha: US$ 1,278 trilhão
  15. México: US$ 1,076 trilhão

As 15 maiores economias do mundo (PPC em US$ trilhões)

A Paridade do Poder de Compra (PPC) é indicador que mede o poder de compra de um país. É um método alternativo à taxa de câmbio para se calcular o quanto uma moeda pode adquirir em produtos e serviços. Neste indicador, o Brasil sobe um pouco no ranking e ocupa o oitavo lugar. Enquanto isso, os Estados Unidos acabam ficando atrás da China de maneira considerável: o País asiático marca mais de US$ 24 trilhões neste indicador, enquanto os EUA ficam em US$ 21 trilhões.

  1. China: US$ 24,143 trilhões
  2. Estados Unidos: US$ 20,933 trilhões
  3. Índia: US$ 8,907 trilhões
  4. Japão: US$ 5,313 trilhões
  5. Alemanha: US$ 4,497 trilhões
  6. Rússia: US$ 4,097 trilhões
  7. Indonésia: US$ 3,302 trilhões
  8. Brasil: US$ 3,154 trilhões
  9. Reino Unido: US$ 2,960 trilhões
  10. Turquia: US$ 2,547 trilhões
  11. Itália: US$ 2,462 trilhões
  12. México: US$ 2,445 trilhões
  13. Coreia do Sul: US$ 2,310 trilhões
  14. França: US$ 2,300 trilhões
  15. Canadá: US$ 1,850 trilhão

As 10 maiores economias do mundo (PIB per capita em US$)

Se considerar o PIB per capita,  que serve para verificar a distribuição de tudo o que o país produziu pela sua população, o Brasil, infelizmente, fica fora das vinte maiores economias do mundo. O indicador, de maneira simplificada, divide o valor do Produto Interno Bruto pela população total. Em 2020, o Brasil viu esse indicador ter uma queda de 4,8%, em um nível de R$ 35.172 , o menor valor da série histórica.

  1. Luxemburgo: US$ 116 921,10
  2. Suíça: US$ 86 849,47
  3. Irlanda: US$ 83 849,81
  4. Noruega: US$ 67 176,43
  5. Estados Unidos: US$ 63 415,99
  6. Dinamarca: US$ 60 494,20
  7. Islândia: US$ 59 633,72
  8. Singapura: US$ 58 902,22
  9. Austrália: US$ 52 824,82
  10. Países Baixos: US$ 52 247,54

Leia também: Dívida pública: entenda o que e quanto o Brasil deve em 2021

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes