Pagamento dobrado do BPC pode ser liberado em dezembro de 2021?

Têm direito à este benefício as pessoas idosas com 65 anos ou mais, além daquelas que possuem deficiência, de qualquer idade, que tenham impedimentos de longo prazo

O anúncio da aprovação do projeto de lei 6.394/2019 pela Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal, aumentou entre os beneficiários a expectativa de haver o pagamento dobrado do BPC no mês de dezembro. A criação desse novo abono é de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI)

Haverá pagamento dobrado do BPC em dezembro?

É pouco provável que o pagamento dobrado do BPC (Benefício de Prestação Continuada) aconteça no próximo mês, pois, para haver a concessão desse benefício o projeto de lei ainda vai percorrer um longo processo. Agora a proposta ainda vai passar pela análise das demais comissões do Senado e da Câmara.

Por fim, a presidência vai avaliar o projeto final e poderá sancionar ou vetar a proposta. Em caso de aprovação, será alterada a Lei nº. 8.742/1993 (Lei Orgânica de Assistência Social – LOAS) para que o novo pagamento seja regularizado. 

Diante disso, espera-se que o novo abono seja concedido aos beneficiários do BPC apenas em dezembro de 2022, e o valor será reajustado conforme o salário mínimo nacional. É importante ressaltar que o projeto de lei estabelece ainda que esse pagamento extra se torne permanente, portanto, se for aprovado o pagamento dobrado do BPC será liberado anualmente, sempre no mês de dezembro. 

A proposta também prevê que o as famílias inscritas no Bolsa Família, que foram incluídas de forma automática no programa Auxílio Brasil durante este mês de novembro, também recebem o abono.

Segundo o relator do projeto, senador Paulo Paim (PT-RS), o pagamento dobrado é necessário uma vez que “tanto o BPC como o Bolsa Família se destinam a complementar e mesmo a garantir renda para o sustento das pessoas em situação de profunda necessidade financeira”, destacou.

Pagamento dobrado será o 13º salário do BPC?

O pagamento dobrado do BPC vai funcionar como uma espécie de 13º salário ou abono natalino, visto que a parcela extra será paga apenas no mês de dezembro de cada ano. A quantia concedida será de um salário mínimo, observando o reajuste estabelecido a cada início de ano. 

Em 2021 o beneficiário do BPC tem direito de receber apenas 12 mensalidades anuais no valor de um salário mínimo, que corresponde à R$1.100, por isso, o pagamento dobrado do BPC é aguardado pelos beneficiários.

Atualmente esses cidadãos não possuem o direito de receber o 13º salário, pois, esse não é um benefício previdenciário, ou seja, não existe a obrigatoriedade do cidadão realizar contribuições ao INSS para receber o BPC, o que demonstra a natureza assistencial do Benefício de Prestação Continuada. 

Quem vai receber o pagamento em dobro? 

O Benefício de Prestação Continuada foi criado com o objetivo de amparar financeiramente as pessoas com deficiência e idosos, que não possuem meios de prover à própria manutenção ou de tê-la provida por sua família. 

Sendo assim, as pessoas com deficiência de qualquer idade que apresentem impedimentos de longo prazo – seja de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, assim como os cidadãos que possuem mais de 65 anos e nunca contribuíram com a Previdência Social, têm direito de receber o pagamento dobrado do BPC. 

Mas para a concessão do benefício é preciso continuar cumprindo os requisitos, dentre eles, ter renda familiar per capita de até ¼ do salário mínimo. Em casos excepcionais, é permitido que a renda para ingresso no BPC seja de meio salário mínimo (R$ 550).

É importante lembrar que em 2022 esses valores serão atualizados, visto que o governo leva em consideração o salário mínimo para reajustar os benefícios pagos pelo INSS. Além de estar dentro do limite de renda, também é preciso ter inscrição no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais) para se manter no BPC e ter direito ao novo abono. 

Mostrar comentários (2)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes