Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil em 2022 e quem vai se beneficiar?

PEC que amplia o benefício ainda precisa ser votada na Câmara Federal, para então começar a valer

Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil? A resposta à essa pergunta depende da data em que a PEC (Proposta de Emenda à Constituição), que traz a ampliação do benefício, será votada na Câmara Federal. O texto já foi aprovado no Senado, mas precisa do aval dos deputados para então começar a valer.

A mesma PEC que pode zerar a fila do Auxílio Brasil também estabelece o aumento do benefício de R$ 400 para R$ 600, cria o pix caminhoneiro de R$ 1 mil e o vale-gás de R$ 120.

Veja os passos dados até agora no Planalto para saber quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil.


Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil? 

Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil está relacionado diretamente à aprovação da PEC na Câmara dos Deputados. O texto já passou pelo Senado que instituiu o “Estado de Emergência”.

A medida era necessária porque se tratando de ano eleitoral, o Governo Federal não pode lançar novos programas sociais, a não ser que o País entre em “Estado de Emergência”.


Segundo reportagem do UOL, o relator da proposta, senador Fernando Bezerra (MDB-PE), anunciou que 1,6 milhão de famílias seriam cadastradas a partir de julho para receber o Auxílio Brasil.

“É importante assinalar que dentro dos R$ 26 bilhões nós iremos zerar a atual fila de beneficiários. O Ministério da Cidadania estima em quase 1,6 milhão de famílias que estão na fila de espera do programa”, afirmou ao ler o parecer sobre a PEC no Senado.

No entanto, é importante frisar que apesar de todo empenho no Senado, a PEC precisa ser votada na Câmara. A previsão é de que isso aconteça nos próximos dias, e o pagamento aos novos beneficiários comece a partir do mês de agosto, conforme a Agência Senado.

Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil: tem data para votação da PEC?  

Após a votação no Senado no último dia 30 de junho, agora são os deputados que estão articulando para acelerar os trâmites no Planalto.

Segundo o Congresso em Foco, a estimativa é de que o relatório da PEC seja apresentado pelo deputado Danilo Forte (União Brasil-CE) na Câmara no próximo dia 6 de julho, para então ser votado ainda nesta semana.


Esta celeridade no processo é porque a PEC que promete zerar a fila do Auxílio Brasil foi apensada a um projeto mais antigo, que já vinha sendo discutido, chamado “PEC dos biocombustíveis”, de autoria do deputado Danilo Forte.

Ainda conforme o Congresso em Foco, a Câmara fez isso porque a proposta dos biocombustíveis já foi analisada em duas etapas, e consequentemente será apreciada mais rapidamente.

Entenda que apensar é um instrumento que permite a tramitação conjunta de projetos semelhantes, e quando um projeto igual ou parecido com outro que já está tramitando é apresentado, a mesa da Câmara estabelece que a mais nova seja “apensada” à mais antiga.

Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil: quantas famílias serão beneficiadas?

Conforme levantamento do relator da proposta no Senado, são 1,6 milhões de famílias beneficiadas que sairiam da fila de espera do Auxílio Brasil.

Estas famílias, no entanto, não precisam fazer um novo cadastro, porque já estão sendo consideradas pelo Ministério da Cidadania.

Este número informado pelo Ministério da Cidadania e reforçado pelo relator da PEC no Senado diz respeito às famílias que estão dentro da faixa de renda elegível ao Auxílio Brasil, ou seja, estão dentro dos critérios principais definidos pelo Governo Federal e inscritas no CadÚnico (Cadastro Único).

Quando vai zerar a fila do Auxílio Brasil: tem previsão de pagamento para novos beneficiários?

Para zerar a fila do Auxílio Brasil, a Câmara Federal precisa aprovar a PEC que prevê contemplar 1,6 milhões de famílias brasileiras.

No momento, a data para a leitura do relatório no plenário está prevista para o próximo dia 6 de julho.

O relator da proposta no Senado, casa por onde a proposta já foi aprovada quase por unanimidade, afirmou em entrevistas à Agência Senado e ao Congresso em Foco que ainda em julho estas novas famílias seriam cadastradas no Auxílio Brasil.

A previsão é de que o pagamento do Auxílio Brasil às famílias que estão na espera pelo benefício seja a partir de agosto e indo até dezembro de 2022, totalizando cinco parcelas de R$ 600,00.

Veja quem tem direito ao Auxílio Brasil:

Para conseguir o Auxílio Brasil, primeiro você precisa se encaixar em uma das faixas de renda já definidas pelo Governo Federal: de famílias em situação de pobreza ou de extrema pobreza, acompanhe:

  • Família que tem renda familiar mensal per capita de até R$ 105,00;
  • Família que tem renda familiar por pessoa entre R$ 105,01 até R$ 210,00.

Além da faixa de renda, o Auxílio Brasil também estabelece que o perfil destas famílias composto por:

  • Gestantes;
  • Lactantes;
  • Crianças, adolescentes ou jovens dentro da faixa etária de recém-nascido até 21 anos incompletos.

Depois de se enquadrar aos parâmetros do programa, o candidato ao benefício precisa ser inscrito no CadÚnico, base de dados para todos os programas sociais do Governo Federal.

E se você já é cadastrado, precisa manter atualizado todos os seus dados.

Leia também: quando é o quinto dia útil para receber?

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.