Sacar o FGTS vale a pena? Especialistas ensinam os prós e contras

Com taxa de juros em baixa e distribuição de lucro, saque só deve ser feito em emergências.

Confira pontos a considerar antes de pensar em sacar o FGTS; entre eles: se você tem dívidas ou se pretende apenas usar o dinheiro para fazer compras.

Você tem direito a sacar o FGTS, mas ainda não sabe se vale a pena? Vamos explicar os prós e contras de usar este dinheiro agora. O recurso pode ser uma excelente alternativa para quem tem dívidas, por exemplo, mas você deveria deixá-lo em conta se o objetivo é apenas gastar.

Primeiramente, vamos relembrar que desde o dia 15 de junho, trabalhadores com saldo disponível em contas ativas e inativas do FGTS podem sacar R$ 1.045 em datas específicas. A medida tem relação com a pandemia e a crise econômica. Mas com a taxa de juros em baixa e a distribuição de lucros anunciada pelo governo, vale a pena sacar o FGTS?

 

Entenda a distribuição de lucros antes 

 

Para começar, saiba que neste mês de agosto a Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou que distribuirá aos cotistas do FGTS R$ 7,5 bilhões referentes ao lucro de 2019. Os valores dependem do dinheiro que a pessoa terá em conta até o próximo dia 31. O cálculo estará disponível no extrato do FGTS, mas o valor médio deve ser de R$ 45.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

É o terceiro ano que a Caixa divide os lucros e também que o FGTS rende mais que a poupança e a inflação. A rentabilidade deve ser de 4,9% em 2019, frente a 4,26% da poupança e 4,31% da inflação. Vale dizer que o imposto de renda não incide sobre o valor que está nas contas do FGTS.

De acordo com Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (ABEFIN), diante deste contexto, as pessoas só devem sacar o FGTS em caso de real necessidade. “Sempre que o governo abre os saques, muitos falam que é interessante sacar, contudo, reafirmo, se a pessoa está em uma situação financeira confortável, a melhor orientação é manter o dinheiro nessa aplicação”, diz.

Reinaldo Domingos complementa: “Hoje, nenhuma aplicação de renda fixa paga 4,9%. Então, o FGTS tem um ótimo rendimento, e ainda é isento do Imposto de Renda. Por isso, não se recomenda sacar o FGTS para aplicar em outro lugar. O trabalhador só deve fazer saques em caso de extrema necessidade”, confirmou.

 

Sacar o FGTS para pagar dívidas ou contas

 

Porém, se a situação financeira não está confortável e você precisa sacar o FGTS para pagar dívidas ou contas que não estão fechando, então vale a pena sacar o dinheiro para este fim.

O recurso, aliás, pode ser uma oportunidade para quitar ou renegociar valores pendentes. De acordo com Luiz Henrique Garcia, CEO da QuiteJá, plataforma de recuperação de crédito, “a situação econômica do país ainda é delicada, porém, muitas pessoas estão renegociando dívidas. Se bem usado, esse auxílio pode descomplicar a vida financeira”, esclarece. Muitas vezes dá até para pagar a dívida à vista com um bom abatimento.

Outro conselho de Garcia seria sacar o FGTS para investir na carreira, reorganizar a vida financeira e fazer uma reserva de emergência. “Mesmo que seja um valor bem pequeno do seu FGTS, é super válido começar a ter o hábito de guardar parte do seu dinheiro para que tenha uma reserva de emergência enxuta e, assim, não precisar enfrentar momentos muito difíceis. Um planejamento financeiro mensal e uma reserva financeira são importantes para ajudar nos momentos mais “apertados”, explica.

 

sacar o FGTS para fazer compras
Imagem: Reprodução/ Pixabay

Sacar o FGTS para simplesmente gastar

 

Finalmente, se a idéia é sacar o FGTS apenas para consumir e realizar desejos imediatos, o conselho é não fazer isso. Em épocas de crise econômica como a atual, o ideal é pensar duas vezes antes de comprar qualquer coisa que não seja essencial.

“É muito arriscado usar esse valor para consumo, lembrando que o FGTS é um dinheiro para uma reserva em caso de emergência, e o uso irresponsável pode prejudicar muito as pessoas em caso de crise. Essa situação se viu recentemente, quando muitas pessoas que precisavam desse valor não tinham mais. Com dinheiro não se pode brincar”, finaliza Reinaldo Domingos.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes