Saque da última parcela do Auxílio Emergencial: datas finais de 2021

Auxílio Emergencial 2021 encerra calendário para saques nesta semana; saiba quem terá direito

Nesta semana, chega ao fim o calendário de saque da última parcela do Auxílio Emergencial 2021. Nascidos em setembro e que não são beneficiários podem fazer a retirada a partir desta terça-feira (16). Até sexta-feira, no entanto, todos estarão liberados para o saque do valor, marcando oficialmente o fim do programa emergencial do governo. 

A última parcela do Auxílio Emergencial foi paga em outubro, mas o programa estabelece um calendário para que os beneficiários possam sacar o valor. Antes, é autorizada apenas a movimentação online via conta social digital. Pessoas que recebem o Bolsa Família são as únicas liberadas para o saque imediato. 

Saque da última parcela do Auxílio Emergencial 2021

O calendário de saque da última parcela do Auxílio começou em 1º de novembro, para nascidos em janeiro. 

Veja abaixo todas as datas de saque da última parcela do Auxílio Emergencial, inclusive se tiver perdido alguma data: 

01/11: nascidos em janeiro;
03/11: nascidos em fevereiro;
04/11: nascidos em março;
05/11: nascidos em abril;
09/11: nascidos em maior;
10/11: nascidos em junho;
11/11: nascidos em julho;
12/11: nascidos em agosto;
16/11: nascidos em setembro
17/11: nascidos em outubro
18/11: nascidos em novembro
19/11: nascidos em dezembro

Como retirar a quantia?

Após consultar o calendário de saque da última parcela Auxílio Emergencial 2021, o passo a passe para retirar a quantia é simples. Para isso, basta:

  1. Ir a qualquer caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal;
  2. Clique na opção “Saque Auxílio Emergencial”;
  3. Informe seu CPF e confirme;
  4. Preencha o código gerado pelo aplicativo Caixa Tem e confirme;
  5. Informe o valor e selecione “entra”. 

Para gerar o código no aplicativo Caixa Tem, é preciso apenas informar o valor do saque. Depois, anote o código informado.

O Auxílio Emergencial vai continuar?

Após os próximos saques do Auxílio Emergencial, o programa encerra oficialmente o seu ciclo. O benefício foi apresentado pelo governo federal em abril do ano passado para minimizar os impactos financeiros causados pela pandemia da covid-19. O último repasse em outubro contemplou, ao todo, 35 milhões de famílias, segundo o Ministério da Cidadania.

Quem não está na base do Bolsa Família não vai receber nenhum benefício em novembro. Enquanto pessoas inscritas vão migrar automaticamente para o Auxílio Brasil, novo Bolsa Família.

Para participar do programa, é preciso atender aos requisitos e estar no CadÚnico. Cerca de 5 milhões de beneficiários do Auxílio Emergencial que não recebiam Bolsa Família possuem o cadastro. Eles vão entrar em uma fila de avaliação do Auxílio Brasil. Até o final do ano, o governo projeta que 17 milhões de pessoas participem do programa — neste mês, o pagamento vai contemplar 14,6 milhões famílias.

Leia também: 
Como ficou o auxílio emergencial para 2021?  

 

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes