Veja quem tem direito ao pagamento da renda emergencial de SP

A renda emergencial de SP é destinada a cidadãos inscritos no programa Bolsa Família até setembro de 2020. Bem como, a famílias de trabalhadores ambulantes cadastrados no sistema Tô Legal!

A prefeitura de São Paulo começou a pagar ontem (09) a renda emergencial de SP para famílias em situação de vulnerabilidade. O benefício é de R$ 100 por mês, e estava previsto para ser depositado de outubro a dezembro. No entanto, haverá o pagamento único de R$ 300 nesse mês de dezembro. Nota-se que, a Lei nº 17.504 de 11 de novembro deste ano instituiu o Renda Básica Emergencial para reduzir os efeitos da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Quem tem direito a renda emergencial de SP?

A renda emergencial de SP é destinada a cidadãos inscritos no programa Bolsa Família até setembro de 2020. Bem como, a famílias de trabalhadores ambulantes cadastrados no sistema Tô Legal! ou que possuam Termo de Permissão de Uso (TPU); além de atender aos critérios do Bolsa Família.

Além disso, pessoas com deficiência de qualquer idade, receberão o dobro do valor. Sendo assim R$ 200 por mês, válido apenas para quem não recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

É preciso realizar cadastro?

Nesse sentido, não é necessário realizar cadastro para receber o pagamento da renda emergencial de SP. O dinheiro será depositado conforme informações do Bolsa Família, do sistema TPU e Tô Legal!.

Sendo assim, o cidadão não precisa se dirigir até Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), postos do Descomplica SP ou agências da CAIXA. Afinal, o benefício é gerado de maneira automática para quem tem o direito de receber.

Calendário de pagamentos

A renda emergencial de SP será paga a 480.146 famílias da cidade. O calendário é dividido de acordo com final do Número de Identificação Social (NIS). Veja as datas:

  • 09/12: Beneficiários com NIS de final 1 e 2
  • 10/12: Beneficiários com NIS de final 3 e 4
  • 11/12: Beneficiários com NIS de final 5 e 6
  • 14/12: Beneficiários com NIS de final 7 e 8
  • 15/12: Beneficiários com NIS de final 9 e 0

Por fim, o Responsável Familiar (RF) que possuir conta bancária na Caixa Econômica Federal receberá o benefício nesta conta. Ao passo que, para quem não tem será feita a abertura automática de poupança social digital, a ser acessada no aplicativo Caixa Tem. Quem não tem internet, pode sacar o dinheiro em agência da Caixa, com documento de identificação com foto.

 

Leia também:

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes