Empreendedor desenvolve tecnologia para inspeções

A startup Litma, desenvolveu uma tecnologia que promete facilitar o processo de inspeção de qualidade em setores da indústria.

SÃO PAULO – A startup Litma, de Florianópolis, desenvolveu um software que promete facilitar o processo de inspeção de qualidade em setores da indústria. A tecnologia, que utiliza algoritmos para realizar a verificação, busca detectar erros na linha de produção das empresas com o auxílio de câmeras e sensores. Fundada por Cláudio Kerber, em 2014, a startup oferece a tecnologia para segmentos como petrolífero, aço, e, sobretudo, automotivo. O empreendedor conta que, no caso da linha de montagem de veículos, as câmeras e sensores são instalados em fábricas que fornecem peças às montadoras.

As partes dos automóveis que são geralmente analisadas pelo sistema são, por exemplo, interiores das portas, para-choques e consoles. “Instalamos diversas câmeras em diferentes ângulos para realizar a verificação completa da peça” , afirma o empreendedor. Caso seja detectada alguma anormalidade no aspecto estético do item em questão, a tecnologia emite um alerta. Segundo o executivo, o software tem capacidade de identificar imperfeições nas peças imperceptíveis a olho nu. Além disso, o tempo de instalação para um sistema como este numa indústria automotiva pode ser de até um mês e meio. O empreendedor ainda conta que, após solicitar a compra da tecnologia, existe um contrato entre a fábrica e a startup para a realização de manutenções periódicas do sistema. De acordo com Kerber, a empresa tem nove funcionários e registrou um faturamento, em 2017, de R$ 1,3 milhão. Para este ano, no entanto, o empresário projeta receita de R$ 2,6 milhões.

empresaVantagem da tecnologia

Desde que entrou no mercado, a Litma se manteve com recursos financeiros dos próprios sócios. Segundo o professor da Faculdade de Informática e Administração Pública (Fiap) Agesandro Scarpioni, a utilização de um software como esse na linha de produção da indústria pode ser benéfica pela velocidade na realização da análise e por fornecer maior precisão maior no diagnóstico do problema. Scarpioni destaca que esse tipo de tecnologia pode evitar que o erro no processo se replique nas etapas seguintes da produção, impedindo também o desperdício de material.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes