Champions League tem legião de brasileiros na fase de grupos; veja a lista

Dos 32 clubes que disputam a fase de grupos da Champions League de 2020/2021, apenas quatro não têm jogadores brasileiros no elenco

Dos 32 clubes que disputam a fase de grupos da Champions League de 2020/2021, apenas quatro não têm jogadores brasileiros no elenco. Assim, Inter de Milão, RB Leipzig, Borussia Mönchengladbach e Brugge são as exceções do torneio marcado pela invasão verde e amarela entre os atletas inscritos.

Dessa forma, ao todo, são nada menos do que 78 brasileiros entre os 949 inscritos na fase de grupos da Champions League. Portanto, apenas a França tem mais representantes na competição, com 97 atletas. Entre os países não europeus, o Brasil está disparado na frente, pois a segunda colocada, a Argentina, conta com 24 jogadores no torneio.

No entanto, dos 78 brasileiros na Champions League, nove jogam por seleções de outros países. É o caso, por exemplo, do atacante Diego Costa, da Espanha, e do zagueiro Pepe, de Portugal.

Clubes com mais brasileiros

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Aliás, o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, é o clube com mais jogadores brasileiros na Champions League de 2020/2021. Com 13 atletas, o Shakhtar poderia escalar um time inteiro só com nascidos no Brasil.

O segundo clube com mais brasileiros é o poderoso Real Madrid, que busca o seu 14º título da Champions League. Dos cinco atletas do Brasil no time merengue, dois deles já levantaram o troféu da competição: Marcelo e Casemiro.

Entre os favoritos ao título, aliás, a grande maioria conta com pelo menos dois brasileiros no elenco. A exceção, no entanto, é o Bayern de Munique, atual campeão, que tem o atacante Douglas Costa como o único representante do Brasil.

História dos brasileiros na Champions League

Desde que a história do maior torneio de clubes do mundo teve início, 53 brasileiros já levantaram o troféu. Os primeiros foram o meia Didi e o atacante Canário, pois foram campeões pelo Real Madrid em 1959. O último, portanto, foi Philippe Coutinho, pelo Bayern de Munique, no ano passado.

Os maiores campeões, no entanto, são da dupla Real Madrid e Barcelona. Assim, os brasileiros com mais títulos da Champions League são Marcelo e Casemiro, do Real, com quatro taças cada um. Em seguida, com três títulos, estão Daniel Alves (Barcelona), Roberto Carlos (Real Madrid) e Sávio (Real Madrid).

Já o maior artilheiro entre os brasileiros na Champions League deverá então ampliar seu recorde na edição 2020/2021. Afinal, Neymar está no topo da lista com 35 gols. O segundo colocado é Kaká, com 30, e em seguia vem Rivaldo, com 27. Assim, o jogador em atividade mais perto do atacante do PSG é Luiz Adriano, com 21 gols, hoje no Palmeiras.

Veja a seguir, portanto, a relação completa de todos os brasileiros da fase de grupos da Champions League de 2020/2021. A lista está ordenada de acordo com os clubes que mais têm jogadores do Brasil em seus elencos.

Brasileiros na Champions League 2020/2021

Alisson e Firmino no Liverpool
Andrew Powell/Liverpool FC via Getty Images

Shakhtar Donetsk

  • Taison (atacante)
  • Dentinho (atacante)
  • Fernando (atacante)
  • Tetê (atacante)
  • Alan Patrick (meia)
  • Marcos Antônio (meia)
  • Maycon (meia)
  • Ismaily (lateral esquerdo)
  • Marquinhos Cipriano (lateral esquerdo)
  • Dodô (lateral direito)
  • Vitão (zagueiro)
  • Marlos (atacante, mas naturalizado ucraniano)
  • Junior Moraes (atacante, mas naturalizado ucraniano)

Real Madrid

  • Marcelo (lateral esquerdo)
  • Casemiro (volante)
  • Éder Militão (zagueiro)
  • Vinícius Júnior (atacante)
  • Rodrygo (atacante)

Liverpool

  • Alisson (goleiro)
  • Fabinho (meia)
  • Thiago Alcântara (meia, mas naturalizado espanhol)
  • Roberto Firmino (atacante)

Porto

  • Pepe (zagueiro, mas naturalizado português)
  • Otávio (meia)
  • Felipe Anderson (atacante)
  • Evanilson (atacante)

Barcelona

  • Neto (goleiro)
  • Matheus Fernandes (meia)
  • Philippe Coutinho (meia)

Juventus

  • Alex Sandro (lateral esquerdo)
  • Danilo (lateral direito)
  • Arthur (meia)

PSG

  • Marquinhos (zagueiro)
  • Rafinha (meia)
  • Neymar (atacante)

Atlético de Madri

  • Felipe (zagueiro)
  • Renan Lodi (lateral esquerdo)
  • Diego Costa (atacante, mas naturalizado espanhol)

Manchester City

  • Ederson (goleiro)
  • Fernandinho (meia)
  • Gabriel Jesus (atacante)

Chelsea

  • Thiago Silva (zagueiro)
  • Emerson (lateral esquerdo, mas naturalizado italiano)
  • Jorginho (meia, mas naturalizado italiano)

Lazio

  • Luiz Felipe (zagueiro)
  • Lucas Leiva (meia)
  • Andreas Pereira (atacante)

Zenit

  • Douglas Santos (lateral esquerdo)
  • Wendel (meia)
  • Malcom (atacante)

Midtjylland

  • Paulinho (lateral esquerdo)
  • Evander (meia)
  • Júnior Brumado (atacante)

Krasnodar

  • Kaio (zagueiro)
  • Wanderson (atacante)
  • Ari (atacante, mas naturalizado russo)

Istanbul Basaksehir

  • Rafael (lateral direito)
  • Júnior Caiçara (lateral direito)
  • Giuliano (meia)

Manchester United

  • Alex Telles (lateral esquerdo)
  • Fred (meia)

Ajax

  • David Neres (atacante)
  • Antony (atacante)

Olympiakos

  • Rafinha (lateral direito)
  • Bruno (atacante)

Sevilla

  • Diego Carlos (zagueiro)
  • Fernando Reges (meia)

Ferencváros

  • Somália (meia)
  • Isael (meia)

Red Bull Salzburg

  • Carlos Miguel Coronel (goleiro)
  • André Ramalho (zagueiro)

Lokomotiv Moscou

  • Guilherme (goleiro, mas naturalizado russo)
  • Murilo Cerqueira (zagueiro)

Bayern de Munique

  • Douglas Costa (atacante)

Olympique de Marselha

  • Luis Henrique (atacante)

Atalanta

  • Rafael Tolói (zagueiro)

Rennes

  • Dalbert (lateral esquerdo)

Borussia Dortmund

  • Reinier (atacante)

Dynamo de Kiev

  • Clayton (atacante)

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes