Covid no Flamengo: quem foi infectado e quem já está recuperado

O surto de covid-19 no Flamengo afetou a escalação do time no Brasileirão e na Libertadores, mas aos poucos o time recupera a sua forma

O surto de covid-19 no Flamengo afetou a escalação do time no Brasileirão e na Libertadores, mas aos poucos o time volta ao normal. Além disso, os reservas fizeram bonito e evitaram que o problema se refletisse dentro de campo.

Afinal, mesmo na ausência da maior parte dos titulares entre lesões e covid, o Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil no Equador e arrancou um empate do Palmeiras.

Para enfrentar o Independiente del Valle na Libertadores nesta quarta-feira (30) no Maracanã, a situação do Flamengo é bem mais confortável, pois os atletas que testaram positivo na viagem para o Equador foram relacionados. Afinal, eles ficaram dez dias sem apresentar sintomas e passaram por novos exames.

No entanto, a lista de casos de covid-19 no Flamengo ainda é grande, e inclui o técnico Domènec Torrent, que segue afastado. O auxiliar Jordi Guerrero comanda o time em seu lugar. O médico Marcio Tannure e o ex-zagueiro Juan, que hoje trabalha no clube, também estão em quarentena.

Desde o início da pandemia, segundo o ge.com, o Flamengo já teve 27 jogadores que testaram positivo para covid-19. Só na última leva da viagem a Equador, foram 40 casos na delegação, sendo 19 jogadores. Veja a seguir a lista completa.

Covid no Flamengo: os casos recentes

  • Diego
  • Everton Ribeiro
  • Vitinho
  • Bruno Henrique
  • Michael
  • Filipe Luís
  • Willian Arão
  • Rodrigo Caio
  • Léo Pereira
  • Thuler
  • Isla
  • Matheuzinho
  • Gustavo Henrique
  • Renê
  • Gomes
  • Noga
  • Pepê
  • Rodrigo Muniz
  • Gabriel Batista

Diego Alves, Gabigol, Pedro Rocha e César também desfalcaram o time, mas por lesão. Com todas essas ausências, o Flamengo precisou usar jogadores da base para montar a defesa do time que empatou com o Palmeiras no Allianz Parque.

Do meio para frente, o time ainda contou com nomes como Thiago Maia, Gerson, Arrascaeta e Pedro, que marcou o gol rubro-negro na partida. No jogo seguinte, contra o Independiente del Valle pela Libertadores, o time pôde relacionar os jogadores recuperados, que são os seguintes.

Flamengo e palmeiras
Alexandre vidal / flamengo

Jogadores recuperados

  • Bruno Henrique
  • Filipe Luís
  • Diego
  • Isla
  • Vitinho
  • Michael
  • Matheuzinho
  • Noga
  • Rodrigo Muniz

Além dos jogadores que testaram positivo para covid-19 no Equador e seguem assintomáticos, o Flamengo também conta com o retorno do atacante Gabriel Barbosa, recuperado de lesão. O goleiro César também está de volta. No entanto, todos os outros que pegaram covid seguem afastados, assim como o técnico Domènec Torrent.

Por outro lado, os atletas recuperados fizeram uma bateria de exames que incluiu até testes cardíacos. O Flamengo enviou os resultados para a Conmebol. Os nove jogadores que voltaram ao time após pegar covid-19 treinaram normalmente no clube antes da partida contra o Del Valle.

Apesar dos retornos, a defesa segue desfalcada, pois Rodrigo Caio, Léo Pereira, Gustavo Henrique e Thuler continuam em quarentena. Assim, o miolo de zaga deverá ser formado por Natan, que jogou bem contra o Palmeiras, e o estreante Gabriel Noga. Já as laterais poderão ter as voltas de Filipe Luís e Isla. E o goleiro Hugo Souza pode ganhar nova chance, apesar da volta de César. Na frente, as grandes novidades são os retornos de Gabigol, Bruno Henrique e Diego.

Covid no Flamengo: casos anteriores

Antes mesmo da volta aos treinos, no início de maio, três jogadores do Flamengo testaram positivo para covid-19, mas o clube não divulgou os nomes. Antes da final do Carioca, em julho, o lateral João Lucas foi diagnosticado e ficou fora da decisão. Dois meses depois, no começo de setembro, foi a vez dos goleiros Diego Alves e César. Duas semanas depois, viria o surto do Equador.

O Flamengo não foi o único gigante da América do Sul que sofreu um surto de covid-19 durante a disputa da Libertadores. O Boca Juniors chegou a ter 22 jogadores infectados antes do jogo contra o Libertad. Mas o clube argentino conseguiu liberar os jogadores que não tiveram sintomas há mais de dez dias, assim como fez o Flamengo.

Você pode gostar também
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.