Santos x Boca Juniors: quem leva vantagem no retrospecto?

Adversários nas semifinais da Libertadores 2020, Santos e Boca Juniors já fizeram duas finais do torneio continental; veja o histórico

O clássico entre Santos e Boca Juniors é um dos mais tradicionais do futebol sul-americano, pois já decidiu a Libertadores duas vezes e reúne nove títulos da competição.

Tricampeão, o alvinegro praiano tem a chance de se tornar o time brasileiro com mais conquistas da América. Já os argentinos buscam o sétimo troféu do torneio.

Finais entre Santos e Boca Juniors

A semifinal da Libertadores 2020 será o terceiro encontro entre Santos e Boca Juniors na competição. Os dois duelos anteriores, aliás, valeram o título. Em 1963, o time de Pelé, Pepe, Mengálvio e Coutinho venceu o time argentino duas vezes para se sagrar bicampeão continental.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No jogo de ida, na Vila Belmiro, o Santos fez três gols em menos de 30 minutos, mas o Boca reagiu e diminuiu para 3 a 2. Na volta, em Buenos Aires, o Peixe venceu por 2 a 1 de virada, com gols de Coutinho e Pelé, e levantou a taça diante de 50 mil torcedores na Bombonera.

Santos e Boca Juniors na final da Libertadores de 1963
Reprodução/Pinterest

Quarenta anos depois, Santos e Boca Juniors voltaram a se enfrentar em uma final de Libertadores. No entanto, foi a vez dos argentinos vencerem os dois jogos. A final de 2003, portanto, foi o último confronto entre os dois clubes.

Mesmo com o time dos Meninos da Vila comandados por Diego e Robinho, o alvinegro não resistiu ao elenco argentino que tinha nomes como Carlos Tévez, Delgado e Guillermo Schelotto. Assim, o Boca venceu por 2 a 0 na Bombonera e ainda fez 3 a 1 no jogo de volta na Vila Belmiro. Carlitos, aliás, vai reencontrar o Santos na semifinal de 2020.

Santos x Boca Juniors: quem é freguês?

Em duelos eliminatórios de Libertadores, portanto, Santos e Boca Juniors estão empatados com uma vitória para cada lado. Mas, na soma de todos os 12 jogos entre os dois times ao longo da história, o alvinegro praiano leva vantagem.

Fora os encontros decisivos em finais de Libertadores, Santos e Boca também disputaram amistosos e partidas válidas por torneios de exibição. Assim, ao todo, o Peixe soma seis vitórias e quatro derrotas contra os xeneizes, além de dois empates.

Além disso, o Santos leva vantagem no retrospecto geral contra times argentinos. Segundo dados da Gazeta Esportiva, o alvinegro enfrentou os hermanos em 102 jogos, com 54 vitórias, 20 empates e 28 derrotas.

Santos e Boca Juniors na final da Libertadores de 2003
Conmebol.com

Semifinais da Libertadores 2020

Na terça-feira, às 21h30, o River Plate recebe o Palmeiras na abertura das semifinais da Libertadores 2020, com SBT. Na quarta, às 19h15, será a vez de Boca Juniors e Santos se enfrentaram na Bombonera. A partida terá transmissão exclusiva do canal Fox Sports.

Os vencedores das semifinais se encaram na decisão em jogo único marcada para o dia 30 de janeiro, no Maracanã. Assim, a final poderá ter um clássico portenho, um encontro entre rivais paulistas ou mais um duelo Brasil x Argentina.

Aliás, a poucos dias da semifinal, Boca Juniors e River Plate se enfrentaram pela Copa Diego Maradona e empataram por 2 a 2. O jogo foi pegado e disputado, e o Boca perdeu o volante titular Campuzano por lesão. Por outro lado, o meia Diego “Pulpo” González voltou a ser relacionado após se recuperar de uma contusão na coxa.

Já o Santos viajou com o time completo, mesmo após a venda de Lucas Veríssimo para o Benfica. Afinal, o zagueiro só viaja para Portugal depois da participação do Peixe na Libertadores. A única dúvida do técnico Cuca é a possível entrada do volante Sandry para reforçar a marcação do Santos contra o Boca Juniors na Bombonera. Assim, a provável escalação é a seguinte: John, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Soteldo (Sandry); Marinho, Lucas Braga (Sandry) e Kaio Jorge.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes