Quem ganhou a Recopa Sul-Americana 2022: Palmeiras é campeão

Palmeiras e Athletico-PR disputaram a partida de volta da final nesta quarta-feira, 2 de março de 2022

O Palmeiras é quem ganhou a Recopa Sul-Americana 2022. Após vencer o Athletico-PR por 2 a 0 (4 a 2) nesta quarta-feira, 02/03, no Allianz Parque, em São Paulo, o Verdão confirmou o primeiro título da competição na história. Confira a seguir como foi o jogo de quem ganhou a Recopa 2022 e as principais informações.

Quem ganhou a Recopa Sul-Americana 2022

O Palmeiras é campeão da Recopa Sul-Americana de 2022. Em jogo nesta quarta-feira, 02/03, em São Paulo, no Allianz Parque, contra o Athletico-PR, o Verdão levantou o primeiro troféu em toda a sua história com o placar agregado em 4 a 2.

O time campeão do Palmeiras, comandado pelo técnico Abel Ferreira, foi para campo com: Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo, Piquerez; Zé Rafael, Danilo, Raphael Veiga; Dudu, Rony, Gabriel Veron

 

PRIMEIRO TEMPO DA RECOPA 2022

A final começou quente no Allianz Parque, a casa do time alviverde, na noite desta quarta-feira. Com os gritos da torcida anfitriã, o Palmeiras foi o primeiro a ter boa chance em apenas 1 minuto de jogo após chute de Gabriel Veron. A arbitragem, entretanto, assinalou impedimento.

O clube da casa seguiu comandando a partida, com boas chances de Raphael Veiga, Dudu e Murilo. O Athletico, por outro lado, apenas tentava se segurar na defesa, bloqueando toda e qualquer tentativa e pressão dos adversários.

A única boa chance do Furacão saiu aos 33 minutos com Khellven, em jogada com David Terans, mandando a bola muito longe do gol.

Nos minutos finais, o jogo ficou mais equilibrado, com as duas equipes buscando a chance por qualquer custo. O Palmeiras seguiu pressionando com Rony, mas o atacante acabou travado por Thiago Heleno. A defesa do Furacão continuou superior ao ataque do Verdão, conseguindo segurar ataques e cruzamentos.

 

SEGUNDO TEMPO DA RECOPA 2022

Assim como foi o primeiro, o segundo tempo também foi quente. O Palmeiras voltou melhor e precisou de apenas 5 minutos para finalmente abrir o placar da Recopa.

Zé Rafael foi derrubado próximo da área e, em cobrança de falta, acertou o chute certeiro para as redes do goleiro Santos, para fazer a festa da comemoração na torcida. O time palmeirense ganhou ainda mais confiança e seguiu com o ataque em todo o vapor tendo a forte presença de Dudu, Rony e Wesley.

O técnico Alberto Valentim, na metade da etapa, optou por trocar alguns de seus jogadores para tentar dar volume e velocidade ao estilo de jogo, quem sabe para procurar o empate ou até mesmo a virada. As substituições com Marlos e Mercado surtiram efeito, mas não efetivamente no ataque.

Hugo Moura teve a primeira tentativa pelos pés do Furacão, mas mandou para fora. Aos 21, novamente o Palmeiras levou perigo em jogada de Zé Rafael, mas o atleta acabou perdendo a bola na área. O contra-ataque dos visitantes também falhou, cortado pelo Palmeiras.

A partir daí, o Athletico tentou de tudo para tentar virar em seu favor, aparecendo mais em campo. Aos 29, Marlos deixou o goleiro Weverton atento ao acertar a bola ao ladinho da trave. Dois minutos depois, em cobrança de escanteio, Marcos Rocha salvou o Palmeiras em tentativa de cabeça de Marlos.

Raphael Veiga, aos 34, respondeu com perigo, obrigando Santos a fazer uma grande defesa. Gustavo Gómez, que sentiu dores mais cedo, mandou a bola por cima do gol aos 36.

Mais um vez, Valentim se viu obrigado a fazer substituições para tentar reverter o resultado, colocando Rômulo e Christian. Já o Verdão, de Abel Ferreira, foi de Atuesta e Mayke, buscando melhorar a defesa e o meio.

Mesmo com as mudanças, o Palmeiras foi quem acertou mais uma vez. Foi então que, em roubada de bola de Atuesta em cima de Pedro Henrique aos 42 minutos, o volante que acabou de sair do banco seguiu para a área, encontrou Danilo e, certeiro, acertou as redes do goleiro Santos para ampliar o resultado.

No mesmo instante, a confusão tomou conta nos gramados do Allianz. Alberto Valentim e o bando do Furacão ficaram irritados e reclamaram, enquanto Abel Ferreira também reclamou. O  português, entretanto, recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso de campo.

Mesmo com a excitação em campo dos dois lados, o placar não mudou e nenhum dos elencos teve tempo para fazer mais nada, com o apito final deixando a partida em 2 a 0, onde o Palmeiras foi quem ganhou a Recopa Sul-Americana de 2022.

Quem ganhou a Recopa 2022
Elenco do Palmeiras que disputou a Recopa em 2022. Foto: Reprodução / Cesar Greco / Palmeiras

Qual é a premiação de quem ganhou a Recopa 2022?

A premiação da Recopa é de 1,6 milhão de dólares, ou R$ 8,32 milhões na cotação atual. O valor foi divulgado pela Conmebol através do site oficial. O segundo colocado vai ganhar 800 mil dólares, ou R$4,11 milhões.

A entidade, além disso, confirmou que houve um aumento considerado na premiação nesta edição. No ano passado, o Defensa y Justicia levou para os seus cofres o valor de US$1,25 milhão, equivalente em mais de 6 milhões de reais na cotação de março. O segundo colocado, entretanto, ganhou apenas R$3,8 milhões.

O valor pode ser utilizado pelo clube que se tornou campeão para a compra de jogadores, o auxílio desde a Diretoria até melhorias no estádio do clube e pagamento de dívidas, por exemplo.

Quais times são campeões da Recopa Sul-Americana?

Vinte equipes da América do Sul já conquistaram o título da Recopa em toda a história da competição. O Brasil, entretanto, é quem coleciona mais troféus, sendo nove equipes entre São Paulo, Internacional, Santos, Grêmio e Flamengo.

O Boca Juniors é o maior campeão da história da Recopa, contabilizando 4 títulos na prateleira nos anos de 1990, 2005, 2006 e 2008.

Sempre disputada em duas partidas, a Recopa começou em 1989 pela disputa entre Nacional, do Uruguai, e Racing, da Argentina. No começo, quem jogava a competição eram os campeões da Libertadores e o vencedor da Supercopa.

As exceções acontecem nos anos de 1990, 1994, 1995, 1996 e 2003, onde o torneio foi disputado em apenas uma partida entre as duas equipes em campo. Porém, desde então, são duas mãos.

Confira a seguir a lista de todos os campeões da Recopa.

 

Boca Juniors – 4 títulos (1990, 2005, 2006 e 2008)
River Plate – 3 títulos (2015, 2016 e 2019)
São Paulo – 2 títulos (1993 e 1994)
Internacional – 2 títulos (2007 e 2011)
Olimpia – 2 títulos (1991 e 2003)
LDU Quito – 2 títulos (2009 e 2010)
Grêmio – 2 títulos (1996 e 2018)
Palmeiras – 1 título (2022)
Independiente – 1 título (1995)
Cruzeiro – 1 título (1998)
Vélez – 1 título (1997)
Atlético Nacional Colômbia – 1 título (2017)
Nacional – 1 título (1989)
Colo-Colo – 1 título (1992)
Cienciano – 1 título (2004)
Santos – 1 título (2012)
Corinthians – 1 título (2013)
Atlético Mineiro – 1 título (2014)
Flamengo – 1 título (2020)
Defensa y Justicia – 1 título (2021)

Passagens do Palmeiras na Recopa

Esta é segunda vez que o Palmeiras disputou a Recopa Sul-Americana em toda a história. No ano passado, em 2021, o Verdão entrou em campo diante do Defensa y Justicia, da Argentina, em duas mãos. O clube brasileiro venceu a Libertadores contra o Santos, enquanto o clube adversário ganhou a Copa Sul-Americana.

A primeira partida contou com uma vitória do Palmeiras por 2 a 1 jogando fora de casa. Depois, na volta, o Defensa aplicou o mesmo placar nos gramados da final, levando a disputa aos pênaltis. Por 4 a 3, o time argentino garantiu o seu primeiro troféu da Recopa em toda a história, deixando o Verdão com o vice.

Agora, o Palmeiras teve a chance de se redimir perante ao torcedor, conquistando o primeiro título da Recopa.

 

Rússia fora da Copa do Mundo 2022: entenda a expulsão da seleção

Você pode gostar também
buy cialis online