Veja a seleção dos jogadores mais caros na América do Sul

Escalação tem predomínio de jogadores brasileiros, sendo três do Flamengo, um representante do Grêmio, Athletico-PR e Palmeiras.

A seleção dos jogadores mais caros atuando na América do Sul possui um predomínio de brasileiros. Além de ter os elencos e os atletas mais valiosos desta Libertadores, o país verde e amarelo domina a escalação com seis representantes. Confira como fica a seleção dos jogadores mais caros em atividade na América do Sul, segundo o “Transfermakt”, site especializado no mercado de transferências.

Brasileiros na seleção dos jogadores mais caros da América do Sul

O Brasil é uma terra com excelentes craques. Muitos ou a maioria, partem ainda muito jovens rumo à Europa. No entanto, há grandes jogadores que permanecem por mais alguns anos em solo brasileiro ou que vão para o velho continente e acabam retornado ao país.

Na seleção dos jogadores mais caros da América do Sul, além da presença dos tupiniquins, aparecem quatro argentinos e então um peruano. O zagueiro Bruno Viana, recente contratação do Flamengo, é o mais valioso da posição. Seu preço está estimado em 7 milhões de euros (R$46,55 milhões) e ele chegou nesta temporada ao rubro-negro, mas vindo de empréstimo do SC Braga.

Bruno Viana é o zagueiro mais caro na América do Sul atualmente
Bruno Viana é o zagueiro mais caro na América do Sul atualmente (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Entretanto, o defensor não é o único representante do clube da Gávea, presente na seleção dos jogadores mais caros. A equipe carioca é a que conta com maior número de atletas na seleção, e o meia Gerson e o atacante Gabriel Barbosa também aparecem então na lista.

O jogador revelado no Fluminense e com passagens por Roma e Fiorentina, acabou não despontando no cenário europeu, mas voltou ao futebol brasileiro para jogar no Rubro-negro. Com 23 anos, Gerson tem o valor de 14 milhões de euros (R$93,1 milhões) e aparece no meio de campo da seleção.

Gabigol é o centroavante mais caro na América do Sul

Já Gabriel Barbosa, revelado pelo Santos, chegou a ser vendido para a Inter de Milão, mas também não conseguiu brilhar na Itália. Então, retornou ao Brasil para jogar no Flamengo, e já é um dos ídolos da torcida. O centroavante está estimado em 20 milhões de euros (R$133 milhões), sendo o atacante mais valioso na América do Sul.

Além dos rubro-negros, aparecem na escalação o jovem lateral-esquerdo Abner, do Athletico-PR avaliado em 6 milhões de euros (R$39,9 milhões), Matheus Henrique, do Grêmio, que custa cerca de 15 milhões de euros (R$99,75 milhões) e Gabriel Véron, joia do Palmeiras e o atleta mais caro na América do Sul. O jovem de 18 anos está avaliado então em 25 milhões de euros (R$166,25 milhões).

Gabriel Barbosa está avaliado em 20 milhões de euros
Gabriel Barbosa está avaliado em 20 milhões de euros (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Confira a escalação dos jogadores mais caros

Além dos brasileiros, completam a escalação somente jogadores que atuam no futebol argentino, sendo quatro nativos do país hermano, e um peruano. Pelo Boca Juniors, aparecem o goleiro Esteban Andrada, com um valor de 8 milhões de euros (R$53,2 milhões), e Cristian Pavón, ponta esquerda avaliado então em 15 milhões de euros (R$99,75 milhões).

Do River Plate, aparece o lateral-direito Gonzalo Montiel. Aos 24 anos, o jovem tem o valor de 12,5 milhões de euros (R$83,1 milhões), mas é o único representante dos Los Mililionarios.

Por fim, o Vélez Sarsfield tem dois atletas na escalação de jogadores mais caros, com o zagueiro peruano Luis Abram, de 6,8 milhões de euros (R$45,22 milhões) e o jovem meia Thiago Almada, avaliado em 20 milhões de euros (R$133 milhões).

Veja a escalação

  • G – Esteban Andrada (ARG, Boca Juniors) – 8 milhões de euros
  • LD – Gonzalo Montiel (ARG, River Plate) – 12,5 milhões de euros
  • Z – Bruno Viana (BRA, Flamengo) – 7 milhões de euros
  • Z – Luis Abram (PER, Vélez Sarsfield) – 6,8 milhões de euros
  • LE – Abner (BRA, Athletico-PR) – 6 milhões de euros
  • MC – Matheus Henrique (BRA, Grêmio) – 15 milhões de euros
  • MC – Gerson (BRA, Flamengo) – 14 milhões de euros
  • MAD – Gabriel Veron (BRA, Palmeiras) – 25 milhões de euros
  • MAC – Thiago Almada (ARG, Vélez Sarsfield) – 20 milhões de euros
  • MAE – Cristian Pavón (ARG, Boca Juniors) – 15 milhões de euros
  • A – Gabriel Barbosa (BRA, Flamengo) – 20 milhões de euros.

Dentre os 11 jogadores da seleção dos mais caros na América do Sul, apenas dois não disputam a Copa Libertadores 2021. São os brasileiros, Matheus Henrique, que caiu com o Grêmio na fase preliminar, e então o lateral Abner, que não conseguiu a classificação ao torneio com o Athletico-PR. No entanto, ambos disputam a Sul-americana.

Argentinos dominaram escalação em 2020

A versão de 2021 tem uma hegemonia de brasileiros na escalação, ao contrário de 2020, ano em que os argentinos dominaram a seleção. No entanto, alguns atletas permanecem entre os mais caros como os argentinos Esteban Andrada (Boca Juniors) e Gonzalo Montiel (River Plate), além de Matheus Henrique, Gerson, Gabriel Veron e Gabigol.

+ Sorteio da Copa do Brasil: veja os confrontos da 3ª fase

Você pode gostar também
buy cialis online