Neto presidente do Corinthians? Quais são as chances de acontecer

O ex-jogador e comentarista Neto assumirá mandato no Conselho Deliberativo do Corinthians e poderá tentar ser presidente do clube

Nas eleições do Corinthians realizadas no último final de semana, o ídolo Neto ganhou uma cadeira no Conselho Deliberativo e agora está apto a disputar o cargo de presidente no próximo pleito, em 2023.

Na mesma votação, o candidato do grupo de Andrés Sanchez, Duílio Monteiro Alves, foi o eleito para comandar o clube nos próximos três anos. Mas Neto não apoiou nenhum candidato a presidente do Corinthians nestas eleições.

Candidatura independente

“Gosto dele, do pai dele, mas queria outro. Na próxima eleição, vocês não vão estar mais aí”, afirmou o apresentador do programa Os Donos da Bola sobre a vitória de Duílio nas eleições do Corinthians.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em seu blog, Neto afirmou que não gostou da eleição do novo presidente do Corinthians. No entanto, ressaltou que “não gostaria de nenhum resultado”, pois não apoiou nenhum dos três candidatos. Duílio venceu com 1.081 votos, contra 939 de Augusto Melo e 783 para Mario Gobbi.

Neto classificou como “ditadura” a permanência do mesmo grupo por 16 anos no poder do Corinthians. “Nada contra o Duílio Monteiro Alves, que é um cara muito gente boa. Mas fica difícil acreditar que o Andrés Sanchez não dará pitaco na sua gestão”, escreveu.

Neto fala em ser presidente do Corinthians

A chapa de conselheiros pela qual Neto foi eleito, a Liberdade Corinthiana, fez oposição a Andrés Sanchez e não declarou apoio a nenhum candidato a presidente do Corinthians. “Esses caras eu confio para mudar positivamente o futuro do Timão. E por me eleger junto com eles agora me torno apto a concorrer ao cargo de presidente em 2023. Se vou realmente fazer isso ainda não sei”, declarou o ex-jogador.

Apesar de já ter dito outras vezes que gostaria de ser presidente do Corinthians, Neto ressaltou que ainda não se sente preparado para o desafio. “Se estarei daqui a três anos só o tempo dirá. Mas uma coisa é fato: se continuarem maltratando o Corinthians como fizeram nas gestões anteriores, vou me esforçar para estar pronto”, concluiu. Há três meses, no entanto, ele afirmou que, se disputasse a presidência do Corinthians, “dificilmente perderia”.

Quais são as chances de acontecer?

Por outro lado, o líder da chapa de Neto, Heroi Vicente, descartou a possibilidade de Neto se candidatar a presidente do Corinthians em 2023. “Quem vai se candidatar sou eu. Eu tive uma conversa com ele e ele disse que não quer, que não tem mais interesse em ser presidente. Ele falou isso para mim, então eu assumi essa responsabilidade. Serei candidato em 2023″, declarou o conselheiro em entrevista ao canal “Capitão Corinthiano”.

De acordo com o estatuto do Corinthians, para ser candidato a presidente, é necessário ser conselheiro vitalício ou ter sido eleito duas vezes para o Conselho Deliberativo. Entre 2012 e 2017, antes de se afastar por três anos da política do clube, Neto já havia ocupado este posto. Portanto, estaria apto a concorrer.

Neto é considerado um dos maiores ídolos da história do Corinthians. Afinal, ele foi um dos heróis da conquista do primeiro título brasileiro do clube, em 1990. Além disso, ele disputou mais de 200 jogos com a camisa alvinegra e marcou 79 gols, muitos deles em cobranças magistrais de falta. Ele trabalha na Band desde 1999, onde comanda o programa esportivo Os Donos da Bola.

Além de Neto, outros ídolos do Corinthians assumirão vagas no Conselho Deliberativo de acordo com os resultados das últimas eleições. O ex-volante Biro-Biro e o ex-goleiro Ronaldo Giovanelli se elegeram conselheiros em chapas que apoiavam o presidente eleito, Duílio Monteiro Alves.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes