Desempregados podem conseguir empréstimos? Veja 3 opções de crédito

Algumas modalidades de empréstimos possibilitam o crédito sem a comprovação de renda ou com garantia. Mesmo assim, clientes devem passar por análise de crédito

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil já soma 14 milhões de desempregados. A pandemia trouxe agravamento para a situação de muitas pessoas que buscam meios de lidar com suas dívidas. Entretanto, ainda existem modalidades de empréstimos para desempregados que estão em busca de crédito. Podem ser sem comprovante de renda, com garantia de imóvel ou veículo, ou ainda o microcrédito.

 

1. Empréstimo sem comprovante de renda

Uma das modalidades de empréstimos para desempregados é aquele que não necessita de comprovante de renda. Em casos normais, a falta do comprovante poderia dificultar o processo porque a instituição financeira não teria garantias de que o pagador irá honrar com os compromissos. Isso se reflete nas taxas e juros do financiamento, por exemplo. Entretanto, ainda é possível solicitar. Para os empréstimos para desempregados sem a comprovação exigem documentos. Então, são eles:

  • CPF;
  • RG;
  • Comprovante de residência;
  • Dados indicados pela credora.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

2. Microcrédito

Algumas instituições disponibilizam empréstimos para desempregados através do microcrédito. Dessa maneira, uma menor quantidade de dinheiro é ofertada. Além disso, possuem juros e taxas menores, com prazo de pagamentos médios.

Todavia, a modalidade é voltada para micro e pequenos empreendedores, e os recursos captados têm finalidades específicas. A Caixa Econômica Federal, por exemplo, possui o Microcrédito Produtivo Orientado (MPO), destinado para microempreendedores de baixa renda.

 

3. Empréstimo com garantia de imóvel ou veículo

O empréstimo com garantia dá mais certeza para as instituições financeiras do seu pagamento. Assim, as chances deles receberem o dinheiro de volta é maior. Entretanto, caso o pagamento não seja feito, a instituição tem autorização para tomar o bem que estava sob a garantia. Os juros costumam ser mais baixos e o valor liberado é um pouco maior.

 

Análise de crédito

É importante lembrar que um empréstimo é uma nova dívida criada, e necessita de organização e planejamento. Além disso, estar com as contas em dia pode fazer parte da análise de crédito feita pelas instituições financeiras. Nessa fase, elas devem decidir se o crédito será ou não liberado, bem como as taxas e prazo de pagamento. Assim, o credor avalia dados e histórico de pagamentos para ofertar as condições devidas.

Uma forma de comprovar a renda mensal e facilitar o empréstimo poderia ser apresentando a declaração do Imposto de Renda, com informações que podem aumentar o histórico de bom pagador.

 

Ler também:

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes