Publicado em

Segundo o presidente do conselho consultivo do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), Carlos Alberto Bifulco, mesmo com o adiamento das reformas, as empresas estrangeiras mantém interesse em investir em longo prazo no Brasil.

Para ele, o País continua atrativo aos investidores estrangeiros, pois dá sinais de segurança financeira e de um mercado atrativo, uma vez que a instabilidade política se encerre com a realização das eleições no final deste ano. “A situação atual é um pouco complicada, o mercado financeiro estava vindo muito bem até a desistência da votação da reforma da previdência e o que ela sinalizou, além da recente expansão da economia americana”, comenta ao DCI.

“Mas o cenário ainda é positivo, existe muita gente esperando para investir aqui, eles sabem principalmente que o Brasil tem reservas cambiais muito fortes”, afirma.

Carlos Bifulco comenta ainda que o momento é de observação com a alta da taxa do dólar e questiona os recentes cortes da taxa de juros básica, Selic, feitos pelo Banco Central (BC). “Não entendi como o Banco Central continuou baixando até pouco tempo a taxa de juros. Não faz sentido porque o efeito da Selic é relativo quando comparado às taxas altíssimas oferecidas pelos bancos”, pondera.

Premiação do setor

A Petrobras foi a vencedora do Prêmio Golden Tombstone 2018. A operação classificada como vitoriosa foi a oferta de US$ 9,6 bilhões em bônus (bonds) no mercado internacional realizada no ano passado. Essa emissão concorreu com outros nove finalistas.