Aprenda como consultar a nota fiscal paulista

Veja o que fazer para conferir o saldo do programa que combate a sonegação de impostos e remunera os consumidores que exigem a nota nos estabelecimentos.

A pergunta “CPF na nota?” já faz parte da rotina de compras em lojas físicas de diversos estados do país. Esse é o caso de São Paulo, por exemplo. Ao dizer “sim” a essa questão, você recebe algumas vantagens, como descontos e resgates em dinheiro. Confira abaixo como consultar a nota fiscal paulista.

 

O que é e como funciona o programa?

como consultar nota fiscal paulista
Imagem: reprodução / Pinterest

O programa Nota Fiscal Paulista foi criado pelo governo estadual em 2007. A iniciativa tem como principal objetivo combater a sonegação de impostos por parte dos estabelecimentos comerciais.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A ideia é bem simples e funciona assim: quando o cliente pede para incluir o número do CPF na nota fiscal, o lojista é obrigado a emitir o documento. Isso garante o recolhimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Para incentivar os consumidores – que podem ser ou pessoas físicas ou jurídicas – a solicitarem a nota fiscal paulista, o governo criou um programa de vantagens. Como resultado, você pode receber de volta até 20% do ICMS de cada compra diretamente na sua conta. Além disso, pode usar o valor para abater o IPVA do ano seguinte e ainda concorrer a sorteios de até R$ 1 milhão.

De acordo com a Secretaria da Fazenda e do Planejamento, somente em 2019 o programa devolveu mais de R$ 324 milhões aos consumidores paulistas.

 

Como consultar a nota fiscal paulista?

 

Tudo que se refere ao programa é feito a partir do site oficial da Secretaria da Fazenda. Isso vale tanto para consultar a nota fiscal paulista, quanto fazer resgates ou entrar nos sorteios.

Antes de tudo, é preciso se cadastrar na página. Outra opção é utilizar o aplicativo Nota Fiscal Paulista, que funciona em todos os sistemas de celular.

O crédito é liberado todos os meses, mas lembre-se que ele se refere sempre às notas geradas quatro meses antes. Ou seja, para começar a recuperar o dinheiro pela primeira vez, você deve aguardar esse prazo.

Para a transferência bancária é necessário ter um saldo mínimo de R$ 0,99. Então, é só informar os dados da sua conta (corrente ou poupança) para receber o valor. O processo de transferência é feito em até 20 dias.

No caso do desconto no IPVA, você só precisa informar o número do Renavam do veículo.

Você pode optar ainda por usar a nota fiscal paulista para ajudar instituições filantrópicas. Basta registrar, no site da Fazenda, a instituição de sua preferência. A doação é feita automaticamente e dura de três meses a um ano.

Ao invés disso, você também pode deixar de colocar seu CPF na nota fiscal e, em seguida, depositar o documento em uma urna de doação disponível no caixa de diversas lojas.

Quer entrar nos sorteios da nota fiscal paulista? Então acesse o site ou o aplicativo e aceite o regulamento. A cada R$ 100 em compras com CPF ou CNPJ, você tem direito a um bilhete eletrônico para concorrer aos prêmios.

Por fim, é importante ressaltar que os créditos da nota fiscal paulista ficam disponíveis por um prazo máximo de cinco anos, mas você pode usá-lo a qualquer momento dentro desse tempo.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes