Itaú exibe seu melhor resultado trimestral da série histórica

SÃO PAULO – Lucro líquido no padrão contábil BR Gaap cresceu 36,7% em doze meses

SÃO PAULO – O Itaú Unibanco alcançou lucro líquido de R$ 4,899 bilhões no segundo trimestre de 2014, um crescimento de 36,7% em comparação aos R$ 3,583 bilhões obtidos em igual período do ano passado. É o melhor resultado trimestral da instituição financeira em sua série histórica divulgada no padrão contábil BR Gaap. Em teleconferência com a imprensa realizada nessa terça-feira (5/8), o diretor de controladoria do Itaú Unibanco, Marcelo Kopel, atribuiu o resultado a três pilares de sustentabilidade. “Menor risco em operações de crédito, expansão em serviços e disciplina no controle de custos”, justificou Kopel. Os investidores receberam bem o balanço no mercado acionário. Às 12h45 de hoje, a ação preferencial (PN) do Itaú figurava entre as cinco maiores altas do pregão com avanço de 2,51%, cotada a R$ 36,36.  O balanço reportou que os índices de inadimplência (calotes) recuaram pelo sétimo trimestre seguido, para a média de 3,4% no total. O calote de pessoas físicas caiu para a média de 5,2%, e a inadimplência das pessoas jurídicas para o patamar de 1,8%. “De fato, a inadimplência geral no Brasil é maior que outros países da América Latina. Mas no Brasil, no crédito consignado, a inadimplência é muita baixa, e no crédito imobiliário, por exemplo, a inadimplência é menor no Brasil, e mais alto no Chile”, respondeu Kopel ao DCI On Line. Em doze meses encerrados em junho último, a carteira de crédito consignado do Itaú saltou 62,1% para R$ 29,89 bilhões, e financiamento imobiliário evoluiu 26,1% para R$ 26,28 bilhões.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes