Seguradora Mongeral Aegon avança no público de cooperativas

A seguradora Mongeral Aegon registrou crescimento de 19,1% em novas vendas em 2017, embalada pelo início das operações da Sicoob Seguradora Vida e Previdência.

A seguradora Mongeral Aegon registrou crescimento de 19,1% em novas vendas em 2017, embalada pelo início das operações da Sicoob Seguradora Vida e Previdência, em parceria com o Banco Cooperativo do Brasil (Bancoob). O principal produto dessa iniciativa junto às cooperativas é o seguro de vida com coberturas para morte ou invalidez. Essa parceria já representa quase 15% de nossas vendas. “O Bancoob tem um público potencial de 4 milhões de cooperados e 2,6 mil pontos de atendimento em todo o Brasil”, afirmou o diretor financeiro da Mongeral Aegon, Raphael Barreto. Segundo o balanço divulgado, o faturamento isolado da Mongeral Aegon atingiu R$ 1,2 bilhão no ano passado, enquanto a Sicoob Seguradora Vida e Previdência contribuiu com R$ 154 milhões para o resultado geral do ano. “Está no nosso planejamento oferecer produtos de previdência privada mais simples, como o VGBL para esse público”, apontou o diretor.

Seguradora Objetivo da seguradora é manter crescimento

As provisões técnicas da Mongeral Aegon superaram o montante de R$ 1 bilhão, registrando 9,6% de aumento em relação ao ano de 2016. O capital segurado superou R$ 334 bilhões no total, alta de 8,2% sobre o ano anterior. Nossos resultados financeiros não sofreram com a queda da taxa Selic. “Trabalhamos com o casamento de prazos, e de ativos e passivos nas reservas’, diz. Para 2018, Barreto diz que o objetivo da seguradora é manter o crescimento em dois dígitos nas receitas e alcançar lucro de R$ 40 milhões. Em 2017, o lucro foi de R$ 26,9 milhões, aumento de 4,1% em relação a 2016. Investimos R$ 30 milhões em tecnologia e gestão , justificou o diretor financeiro. A instituição reporta seus resultados para acionistas brasileiros e holandeses. Na área de seguros, as despesas com benefícios pagos totalizaram R$ 366 milhões no ano passado. Já o segmento de previdência respondeu por cerca de 5% da arrecadação. Nosso principal foco é a cobertura de riscos de vida e de invalidez , ressaltou Barreto.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes