4 dicas de onde investir seu dinheiro após a pandemia

Saiba como fazer investimentos para evitar crises e porque a poupança não é a melhor opção atualmente.

A crise econômica que chegou junto com a pandemia em 2020, trouxe algumas preocupações financeiras para o brasileiro. Por isso, muita gente passou a querer ter mais uma fonte de renda para ter recursos em situações de emergências. O investimento financeiro é uma alternativa, mas uma dúvida que surge nessas horas é onde investir dinheiro para ter bons rendimentos.

A boa notícia é que existem várias opções, no entanto, é preciso ter cuidado e estudar antes de colocar seu capital em algum banco ou corretora. Além disso, lembre-se que não é necessário investir uma quantia muito alta, já que é possível começar com valores baixos e seguros.

Onde investir dinheiro com segurança?

Antes de mais nada, o investidor deve determinar qual é o objetivo e qual é o prazo para esse investimento. O especialista em investimentos Danilo Bastos afirma que “o mercado financeiro é uma excelente opção para construir patrimônio e gerar renda” e que para quem está começando é bom começar com investimentos mais conservadores, como o Tesouro Direto, além de tomar cuidado com falsas promessas de dinheiro fácil.

Se for uma aplicação de curto prazo, como montar uma reserva para emergências, será necessário colocar o capital em produtos que não tenham volatilidade e de alta liquidez (fácil de resgatar), como fundos de renda fixa e CDBs. Agora, se o objetivo for para longo prazo, especialistas do mercado indicam que convém buscar Fundos multimercado ou Fundos de ações, que tem potencial de retorno muito maior.

Então, se você está entrando no mercado financeiro, confira aqui uma lista para saber onde investir com segurança e sem gastar muito em 2020.

onde investir

CBD

O CDB (Certificado de Depósito Bancário) é um investimento em renda fixa. Esse investimento em consiste em emprestar dinheiro para um banco, que vai oferecer esse capital para outras pessoas ou empresas. Em troca, você recebe uma remuneração, chamada de juros de investimento.

Bastos afirma que “o CDB pode ser uma opção interessante para as pessoas que tem objetivos alinhados com o prazo de resgate e buscam por investimentos mais conservadores.” Ou seja, se você quer começar sem arriscar muito, o CDB é uma alternativa válida.

Os CDBs são garantidos pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos), uma instituição interbancária que protege investimentos de até R$ 250 mil por CPF e por instituição financeira.

Cada banco tem uma política diferente para captar e emprestar dinheiro. Por isso, a rentabilidade líquida do CDB varia conforme a instituição. Além disso, o investimento em CBD pode ser prefixado, pós-fixado ou híbrido, cada um desses investimentos terá sua rentabilidade também.

LCI e LCA – onde investir

A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são dois investimentos de renda fixa. Para o investidor não há muita diferença entre eles, o que muda é onde seu capital será investido. As letras de crédito imobiliário, por exemplo, são relacionados ao setor imobiliário, mantidas pelas instituições emissoras. Elas podem ser lançadas pelos bancos, mas também podem ser utilizadas por sociedades de crédito imobiliário, associações de poupança e empréstimo e companhias hipotecárias que queiram captar recursos.

Já LCA são títulos usados para captar recursos para os participantes do agronegócio. Assim como o investimento CDB, a rentabilidade vai variar de acordo com a maneira que você investir, prefixado ou pós-fixado.

“Assim como os CDBs, também são investimentos conservadores e que contam com a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). As LCIs e LCAs contam, ainda, com a isenção de imposto de renda para pessoas físicas”,  comenta o especialista.

Poupança – onde investir

Quando as pessoas estão procurando onde investir, uma opção que aparece com frequência é a poupança. Apesar de ser muito popular, ela não é muito recomendada por não render um bom lucro para seus investidores. Mas bastos aponta a poupança não é vilã da história, pois “ela cumpre o papel importante de estimular o hábito de poupar e pode até ser utilizada para deixar uma pequena parte da reserva de emergência.” A desvantagem desse investimento é sua baixa rentabilidade, atualmente gira em torno de 2,1%.

Além disso, a poupança rende apenas no seu “aniversário”, isso quer dizer que ela só rende depois de um mês após o dia em que você fizer o depósito. Contudo, o especialista aponta que ela pode ser um bom lugar para começar, principalmente para poupar dinheiro. Bastos explica que como existem opções mais rentáveis, a poupança costuma ser criticada.

Taxa Selic

A Selic, taxa de juros básica do país, também pode ser um bom começo para quem quer investir e não sabe onde. Atualmente é o investimento mais seguro que existe. Bastos afirma que é interessante para um perfil conservador, mas que também não tem uma rentabilidade alta, hoje está em torno de 3,1%. É uma boa opção para um investimento a curto prazo também.

Esse investimento consiste na venda de títulos da divida publica, ou seja, você estaria emprestando dinheiro ao governo e recebendo juros por isso. Você ainda pode comprar e vender esse título a qualquer momento, sem riscos de render negativo.

Mas o mais importante para entrar no mercado financeiro é traçar seu perfil de investimento, saber o quanto quer investir e quanto quer ganhar. Além de estudar as possibilidades e usar o seu dinheiro com o cuidado necessário.

­­­­

Informar Erro

- continue lendo -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes