Ibovespa abre sem rumo definido após ganhos dos últimos dias

Varejo brasileiro em abril, ressaca da inflação nos Estados Unidos e tensão no cenário político e na CPI no radar

O Ibovespa abre o pregão desta sexta-feira, 11, mostrando sinais de cautela dos investidores, após registrar ganhos sequenciais, apenas com dois dias de queda, nas últimas duas semanas, chegando a se aproximar dos 131 mil pontos. Agora, abrindo entre perdas e ganhos nesta manhã, o Ibovespa sente os efeitos de um crescimento tão acelerado.

Por aqui, chama a atenção de investidores do Ibovespa a notícia sobre o volume de serviços. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o indicador cresceu 0,7% em abril. Ficou acima do 0,6% esperado pelos economistas de acordo com dados compilados pela Refinitiv. Já na comparação com abril de 2020 o salto foi de 19,8%, segundo crescimento seguido e o maior da série história, que começou em 2012.

Enquanto isso, no noticiário político, destaque para a declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre o uso de máscara e a informação de que fará um decreto para liberar o uso da proteção para quem está vacinado ou que teve covid-19. Decisão que contraria pareceres da comunidade científica, que só aconselham a liberação após vacinação avançada. O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, diz desconhecer essa decisão.

Assim, com isso no radar, o Ibovespa abre em leve alta de 0,03%, a 130.120 pontos, às 10h11 (horário de Brasília).

Ibovespa hoje, 11 de junho de 2021

Já sobre o mercado externo, investidores do Ibovespa ainda repercutem a inflação americana. Na manhã de ontem, o Bureau of Labor Statistics divulgou que a inflação saltou 0,6% em maio e 5% na base anual. Enquanto isso, a projeção, segundo consenso do Refinitiv, era de alta de 0,4% na comparação com abril e de 4,7% frente a maio de 2020. Isso serviu para acalmar os ânimos do mercado, que temiam um avanço maior da inflação nos EUA.

Além disso, atenção para o encontro do G7 nesta sexta-feira em Cornwall, no Reino Unido. Representantes da Alemanha, Canadá, França, Estados Unidos, Itália, Reino Unido e Japão devem falar sobre a vacinação em países em desenvolvimento. Dependendo da decisão dos líderes, pode haver respingos no Ibovespa ao longo do dia.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes