Ibovespa tem primeira queda semanal desde meados de maio

Puxaram o indicador ações de bancos e da Petrobras, com recuos que foram de 0,3% até 1,2%

O Ibovespa fechou o pregão desta sexta-feira, 11, em correção após as últimas altas seguidas, registrando queda de 0,49%, aos 129.441 pontos, volume financeiro negociado de R$ 19,912 bilhões e perda acumulada de 0,53% na semana. A primeira queda semanal desde meados de maio. Puxou o indicador as ações de bancos e da Petrobras. Itaú Unibanco, Bradesco e Banco do Brasil, que recuaram entre 0,3% e 1,2%. Quem segurou o dia foi a Vale, com salto de 2,3%.

No cenário doméstico o governo federal começa a avaliar trocas em ministérios após pressão do Centrão. De acordo com informações de bastidores, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) estuda mudar comandos da Casa Civil, do Meio Ambiente e do Turismo, com especial atenção para a saída do general Luiz Eduardo Ramos, chefe da Casa Civil, que se tornou o principal alvo dos partidos aliados de Bolsonaro.

Atenção também para aglomerações envolvendo Bolsonaro. O presidente provocou tumulto em sua chegada no Espírito Santo, com registro de um caso de agressão de um partidário de Bolsonaro contra um oposicionista.  Nova aglomeração a favor do presidente, a Motociata, está prevista para acontecer em São Paulo, na capital, sob ameaça do governador João Dória (PSDB) de multar o presidente em caso de aglomeração.

O resultado do volume de serviços em abril divulgado pela manhã pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) repercutiu no mercado ao registrar alta de 0,7% em relação à queda de 3,1% de março e acima do 0,6% esperado pelos economistas de acordo com dados compilados pela Refinitiv. Já na comparação com abril de 2020 o salto foi de 19,8%, segundo crescimento seguido e o maior da série história, que começou em 2012.

Ibovespa hoje, 11 de junho de 2021

Lá fora, Wall Street operou perto da estabilidade e reforçou a tranquilidade do mercado com os dados de inflação. Na véspera, o Bureau of Labor Statistics divulgou que a inflação saltou 0,6% em maio e 5% na base anual. Enquanto isso, a projeção, segundo consenso do Refinitiv, era de alta de 0,4% na comparação com abril e de 4,7% frente a maio de 2020. Isso serviu para acalmar os ânimos do mercado, que temiam um avanço maior da inflação nos EUA.

Por fim, na Europa, chama a atenção de investidores de Ibovespa com a estimativa inicial de que o Produto Interno Bruto (PIB) do Reino Unido subiu 2,3% em abril frente ao mês anterior. O valor ainda está abaixo de 3,7% do nível de fevereiro de 2020, antes da pandemia. No entanto, o crescimento indica nova retomada econômica da região.

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes