Carteira recomendada: Veja as 5 ações mais sugeridas para a semana

Nas carteiras recomendadas dessa semana destacam-se ações da B3, Companhia Siderúrgica Nacional, Magazine Luiza, Suzano e Via Varejo. Confira as indicações de 5 corretoras separadas pelo Jornal DCI.

0 634

Nas carteiras recomendadas dessa semana destacam-se ações da B3, Companhia Siderúrgica Nacional, Magazine Luiza, Suzano e Via Varejo. Sendo assim, cada uma delas contou com duas indicações dentre as carteiras semanais das seguintes instituições financeiras: Ativa Investimentos, Guide Investimentos, Mirae Asset, MyCap Investimentos e Terra Investimentos. Estas sugestões valem até o dia 02 de outubro, sexta-feira.

Nesse sentido, uma carteira recomendada nada mais é do que um conjunto de ativos sugeridos para um investidor. Nas carteiras semanais de ações são indicados papéis considerados potenciais ao longo desse período.

B3

As ações da própria B3, bolsa de valores brasileira, foram recomendadas pelas corretoras Ativa e MyCap Investimentos. A saber, a B3 atua em criação e administração de sistemas de negociação, compensação, liquidação, depósito e registro de ações e outros tipos de ativo.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Em vídeo, analista da Ativa explica que as ações tiveram várias semanas de altas, as quais foram interrompidas por quedas. Contudo, espera-se que o papel volte a crescer. “Ativo tem chance de montar bandeira de alta (padrão altista) no semanal” aponta relatório da Guide.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSN)

Em seguida, ações da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) estão nas carteiras recomendadas da Guide e MyCap Investimentos. A empresa atua nos setores de siderurgia, mineração, logística, cimento e energia. Além do Brasil, o grupo está presente na Alemanha e em Portugal; e conta com ações listadas na bolsa de valores de Nova York.

O relatório da Guide Investimentos aponta que o principal segmento da CSN é o de mineração, desde o desastre de Brumadinho, que ocasionou a redução de oferta e elevação de preços. Além disso, com a retomada da siderurgia, a companhia busca reduzir seu endividamento. “Gostamos do papel e acreditamos que existem grandes chances de apreciação nas próximas semanas” diz o texto.

Magazine Luiza

Ativos da Magazine Luiza foram recomendados pelas corretoras Mirae Asset e MyCap Investimentos. A varejista conta com 1 113 lojas físicas distribuídas em 21 estados do país. Ao passo que tem uma forte atuação e-commerce.

Dessa forma, Mirae Asset estima que a empresa inaugure novas lojas ao longo dos próximos meses, e que estude novas aquisições, como foi o caso da compra da plataforma de delivery de comida AiQFome. “Com a abertura das lojas físicas, forte crescimento no e-commerce, aumento significativo na base de clientes, e expectativa de um cenário de recuperação gradual da economia (…) acreditamos que a MGLU3 terá um cenário favorável nos próximos meses” descreve no relatório.

Suzano

A Ativa e a MyCap Investimentos incluíram ativo da Suzano nas suas carteiras semanais. A empresa atua na distribuição de papéis e produtos gráficos, produzidos a partir do plantio de eucalipto. Dessa forma, está entre as maiores produtoras verticalmente integradas de papel e celulose da América Latina.

Análise da Ativa explica que os papéis da companhia seguem em tendência de valorização. Apresentou forte queda na semana passada, mas se recuperou logo.

Via Varejo

Já a Via Varejo foi recomendada pela Mirae Asset e pela Terra Investimentos. A empresa administra duas importantes varejistas brasileiras do ramo de eletroeletrônicos e móveis, as Casas Bahia e o Pontofrio. Ademais, também é responsável pela fábrica de móveis Bartira e pela plataforma de e-commerce do Extra. A companhia está presente em 20 estados e no Distrito Federal, contando com mais de 1.070 lojas no Brasil.

Conforme esclarece a Mirae Asset, a Via Varejo tem aumentado as vendas online e melhorado seus aplicativos e sites. “No cenário de juros e de inflação baixos (mesmo com a recente alta) e melhora do seu canal digital, esperamos números ainda melhores para os próximos trimestres” descreve o documento.

Veja então as carteiras recomendadas das cinco corretoras monitoradas. Bem como, suas modificações.

Gráfico de ações
Fonte: Freepik

Ativa Investimentos

Em princípio, a Ativa Investimentos retirou de suas indicações ativos da Camil Alimentos e Ultrapar. Dando lugar a B3 e Qualicorp, empresa que administra e comercializa planos de saúde coletivos.

Randon (RAPT4)
Suzano (SUZB3)
Qualicorp (QUAL3)
Iochpe-Maxion (MYPK3)
B3 (B3SA3)

Guide Investimentos

A Guide Investimentos fez duas modificações em sua carteira recomendada. Saíram ativos da Localiza e B3. Os quais, portanto, deram espaço para ações da Equatorial Energia, que atua no setor elétrico, e JBS, indústria de alimentos.

Companhia Siderúrgica Nacional (CSN3)
Equatorial Energia (EQTL3)
JBS (JBSS3)
Locaweb (LWSA3)
Natura (NTCO3)

Mirae Asset

Então, a Mirae Asset retirou ativo da JBS e incluiu ação da Marfrig, companhia de alimentos à base de proteína animal.

Cosan (CSAN3)
Gerdau (GGBR4)
Indústrias Romi (ROMI3)
Iochpe-Maxion (MYPK3)
Klabin (KLBN11)
Magazine Luiza (MGLU3)
Marfrig (MRFG3)
Randon (RAPT4)
Vale (VALE3)
Via Varejo (VVAR3)

MyCap Investimentos

A MyCap Investimentos, por sua vez, contou com duas mudanças na carteira recomendada. Ativos da Marfrig e PetroRio foram retirados. Enquanto os papéis da Suzano e da Companhia Siderúrgica Nacional entraram.

B3 (B3SA3)
Suzano (SUZB3)
Magazine Luiza (MGLU3)
Companhia Siderúrgica Nacional (CSNA3)
Movida Participacoes (MOVI3)

Terra Investimentos

Por fim, a Terra Investimentos não fez mudanças na sua carteira.

MRV (MRVE3)
TIM (TIMP3)
Banco do Brasil (BBAS3)
Via Varejo (VVAR3)
Iguatemi (IGTA3)

 

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes