Desdobramento de ações: você sabe o que é e como funciona?

O Magazine Luiza anunciou recentemente um desdobramento de ações com o objetivo de aumentar a liquidez dos papéis.

Um desdobramento de ações é o processo através do qual as empresas aumentam o número de ações no mercado, mas o percentual de capital aberto continua igual.

Recentemente o Magazine Luiza anunciou um desdobramento de ações (ou split, em inglês), mas você sabe o que isso significa? Vamos explicar!

Um desdobramento de ações é o processo através do qual as empresas aumentam o número de ações no mercado, mas o percentual de capital aberto continua igual. Ou seja, seria mais ou menos como dividir uma pizza em 16 pedaços no lugar de 8. Mas a pizza continuaria tendo o mesmo tamanho, somente os pedaços é que diminuem. 

Isso também significa que um desdobramento não deixa as ações mais baratas, apenas torna a ação “menor” para custar menos. Assim como metade da fatia de uma pizza custaria metade do preço. É importante lembrar que preço e valor da ação também são coisas distintas.

No caso do Magazine Luiza, o desdobramento proposto é na proporção de uma ação ordinária para quatro ações ordinárias, sem alteração no valor do capital social da empresa. As negociações ex-desdobramento passam a valer a partir de 14 de outubro.

 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Mas por que as empresas realizam desdobramento de ações?

 

Você pode estar se perguntando qual razão leva algumas empresas a realizarem o desdobramento de ações. No caso do desdobramento atual do Magazine Luiza, a empresa explicou que o objetivo é aumentar a liquidez das ações ordinárias e ajustar a cotação. Ou seja, tornar o preço mais acessível. Cada ação desdobrada passa a valer menos, possibilitando que mais pessoas possam adquiri-la. 

O Magazine Luiza já realizou outros desdobramentos em sua história. Em um deles, o preço do papel passou de R$ 277 para R$ 36.

De forma geral, existem alguns motivos que levam empresas a realizarem desdobramento. Entre eles, está o que o Magazine Luiza está fazendo, deixando mais ações disponíveis no mercado e tornando-as mais acessíveis para mais pessoas, aumentando a liquidez. 

Isso porque quando o preço de uma ação começa a se tornar muito alto, o que acontece é que acaba dificultando a entrada de investidores pequenos ou até a negociação em lotes menores, prejudicando a sua liquidez. Deste modo, a empresa pode entender que vale a pena desdobrar os papéis para torná-los mais acessíveis.

Além disso, historicamente, um desdobramento de ações pode ser indicativo de sucesso para as empresas que o fazem, com exemplos de companhias como Ambev, Lojas Renner e Klabin. Na verdade, ao longo da história, muitas empresas de capital aberto costumam realizar desdobramento conforme as suas ações se valorizam demais e começam a ficar pouco acessíveis.

o que é desdobramento de ações
Imagem: Reprodução / Unsplash

E existe o outro lado da moeda?

 

Para os investidores, um desdobramento de ações pode ser algo positivo na medida em que torna mais acessível o investimento. Quem já tem papéis da empresa passa a ter uma quantidade maior deles. Por outro lado, também existe o risco de ter que encarar acionistas com perfil diferente do anterior. Por exemplo, aqueles que investem apenas considerando preços mais baratos. 

Também é preciso atualizar registros, como a declaração de bens no Imposto de Renda, e há, naturalmente, as despesas extras da empresa relacionadas ao desdobramento de ações. Por exemplo, os gastos com avisos, comunicados e reuniões. De qualquer forma, se trata de um procedimento muito habitual no mercado. 

 

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes