Poupança tem em abril primeiro mês com saldo positivo no ano

Depósitos na caderneta de poupança superaram os saques em R$ 3,8 bilhões e fecharam em R$ 267,073 bilhões

Em abril, o total de depósitos em caderneta de poupança ficou em R$ 267,073 bilhões, enquanto o total de saques, em R$ 263,233 bilhões. Isso significa que houve uma entrada líquida mensal de R$ 3,841 bilhões nesse segmento, segundo relatório do Banco Central.

Considerando o rendimento gerado pelos recursos depositados em abril de R$ 1,745 bilhão, o saldo total investido em caderneta chega a R$ 1,019 trilhão.

Caderneta de poupança
Recursos em poupança somaram r$ 1,019 trilhão em abril, após iniciar o ano com mais saques que depósitos. Foto: arquivo

É o primeiro mês que a caderneta fecha no azul este ano. Nos três primeiros meses os investidores haviam retirado mais dinheiro do que depositado. Tomando como base os primeiros quatro meses do ano, o total de saques chega a R$ 23.701 bilhões.

Em 2020, nos meses de pandemia, de março a dezembro, os saldos foram positivos no ingresso líquido (descontadas as retiradas), refletindo principalmente dois fatores: o pagamento do auxílio emergencial à população que boa parte acabou drenado para o segmento; e a atitude de mais cautela das famílias, preocupadas em poupar diante das incertezas em relação ao desemprego e queda de renda.

Caderneta perdeu recursos no início de 2021

O início de 2021, no entanto, foi marcado por um quadro bem distinto, com aumento das despesas usuais de início de ano, como impostos, fatura do cartão de crédito com gastos mais altos do fim de ano, e despesas com escola. Ao mesmo tempo, sem o reforço financeiro de benefícios distribuídos pelo governo, uma vez que o pagamento foi interrompido em dezembro.

Daí porque a caderneta teve mais saques do que depósitos nos três primeiros meses do ano. Os investidores precisaram retirar o dinheiro para complementar o orçamento.

A recuperação da caderneta em abril já reflete o reinício de pagamento do auxílio emergencial, em valor mais baixo que no ano passado, mas que deve favorecer em alguma medida novos depósitos.

A poupança ainda conta com a preferência de muitos investidores, mesmo com um rendimento miúdo que paga. Com a Selic em 3,50% ao ano, a caderneta está rendendo 2,45% ao ano, ou 0,20% ao mês.

Você pode gostar também