Bolsonaro nega ter chamado Covid de ‘gripezinha’; vídeo prova o contrário

O presidente da República disse na noite desta quinta-feira que nunca chamou o coronavírus de ‘gripezinha’ como disse em março deste ano

Oito meses passaram desde a confirmação do novo coronavírus no Brasil e o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) negou que tenha chamado o vírus da Covid-19 de ‘gripezinha’.

Durante transmissão no Facebook, o presidente afirmou que ‘não há vídeo ou áudio’ dizendo que ele usou esse termo para se referir ao vírus.

“A grande mídia falando que chamei de gripezinha a questão do covid. Não existe um vídeo ou áudio meu falando dessa forma. Eu falei pelo meu estado atlético, minha vida pregressa, porque sempre cuidei do meu corpo, sempre gostei de praticar esporte”, completou Bolsonaro.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Gripezinha

Em março deste ano, o presidente usou o termo ‘gripezinha’ em uma de suas entrevistas fazendo uma alusão à facada que levou durante a campanha presidencial de 2018. “Depois da facada, não vai ser uma gripezinha que vai me derrubar, ta ok?”, declarou o presidente na época.

Preocupado com a economia do país, além de chamar o coronavírus de ‘gripezinha’, o presidente afirmou na época que era preciso conter a ‘histeria’ e o ‘pânico’ dos brasileiros.

Histórico de Atleta

Ele continuou a afirmar aos jornalistas que, pelo histórico de atleta, não seria afetado gravemente pela doença do novo coronavírus.

“No meu caso particular, pelo meu histórico de atleta, caso fosse contaminado pelo vírus, não precisaria me preocupar, nada sentiria ou seria, quando muito, acometido de uma gripezinha ou resfriadinho”, finalizou.

Na ocasião, Bolsonaro fez dois testes para detectar covid-19 após pelo menos 20 pessoas que estiveram com ele em missão nos Estados Unidos testarem positivo. O presidente testou positivo em julho de 2020.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o coronavírus, chamado de Covid-19 em todo o mundo,  já contaminou 6.204.220 pessoas no Brasil. Dados computados nesta sexta-feira (27) revelam que a doença já matou 171.640 brasileiros.

Entre os infectados, mais de 5 milhões de recuperados do novo coronavírus no Brasil.

Informar Erro

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes