Chá de alecrim é digestivo e ajuda a eliminar o inchaço

Conheça todos os benefícios da bebida para a saúde e aprenda como preparar o chá em casa.

Você sabia que é possível fazer chá de alecrim? Além de perfumar e emprestar sabor à cozinha, a erva também é muito apreciada como bebida.

O alecrim tem uma longa história de usos culinários e aromáticos, além de aplicações na medicina tradicional à base de plantas e também na filosofia Ayurvédica.

 

Pra que serve o chá de alecrim?

 

Devido às suas propriedades anti-espasmódicas e de alívio de flatulência, o chá de alecrim auxilia no funcionamento do sistema digestivo e ainda alivia o inchaço.

Também melhora a absorção de nutrientes, uma vez que atua diretamente no intestino. Isso ocorre graças aos extratos de alecrim e ácido carnósico, dois de seus compostos ativos, que ajudam a equilibrar a microflora e promovem o crescimento das boas bactérias intestinais.

Como resultado,  a digestão é facilitada e o corpo se torna mais eficiente na quebra de gorduras. Ademais, como um intestino equilibrado mantém o sistema imunológico forte, você fica doente com menos frequência.

Os polifenóis encontrados nesta erva neutralizam os radicais livres, o que inibe a resposta inflamatória. Isso leva a um menor risco de doenças crônicas e melhor saúde geral.

Já o carnosol, um composto bioativo que ocorre naturalmente no alecrim, ajuda a prevenir danos agudos no fígado e ainda aceler o processo de desintoxicação. Esta planta também possui potentes antioxidantes que podem melhorar a resposta à insulina e manter os níveis de açúcar no sangue estáveis ao longo do dia.

Benefícios do alecrim para a saúde

benefícios do alecrim para a saude
© Cup & Leaf

 

Rico em vitaminas, minerais e antioxidantes, o alecrim é usado há séculos tanto como alimento quanto remédio. Esta erva perene perfumada pertence à família das hortelã e exibe uma ampla gama de propriedades terapêuticas.

A ingestão regular da erva ou do chá de alecrim ajuda na digestão, melhora o foco mental e mantém o cérebro afiado. Além disso, as folhas são ricas em fitoquímicos que retardam o envelhecimento e eliminam o estresse oxidativo.

Ainda é importante notar que o alecrim também é uma excelente fonte de vitamina A, vitamina C, carotenóides, potássio, cálcio, magnésio e fósforo. Seu corpo precisa desses nutrientes para funcionar de maneira ideal.

Já os os minerais do alecrim ajudam a restaurar o equilíbrio eletrolítico e podem aliviar espasmos musculares. Uma única porção desta erva fornece mais de 4% da ingestão diária recomendada de cálcio. Impressionante, não é mesmo?

Cuidados e contra-indicações

 

Embora seja uma bebida natural, alguns cuidados devem ser observados antes da ingestão.  O chá de alecrim é rico em óleos voláteis, que podem causar contrações uterinas.

Alguns de seus compostos, como o salicilato, também podem desencadear reações adversas em pessoas alérgicas à aspirina. Como esta planta possui propriedades anticoagulantes, não é recomendado para pessoas com distúrbios hemorrágicos.

 

Quem também precisa prestar atenção redobrada ao consumo são os pacientes com casos de hipertensão. Isso porque o alecrim pode exercer efeitos semelhantes aos de certos medicamentos usados para tratar a pressão alta, aumentar a micção e melhorar a circulação. Se você estiver tomando medicamentos, consulte seu médico antes de adicionar chá de alecrim à sua dieta.

Dito isso, é válido pontuar que, quando consumido em doses apropriadas, o chá à base de folhas de alecrim dificilmente causará efeitos colaterais. Portanto, mantenha o consumo no nível seguro de no máximo 2 xícaras da bebida ao dia.

Como consumir o chá de alecrim?

como tomar chá de alecrim
© Well + Good

 

De modo geral, como se trata de uma bebida com muitos benefícios, é importante observar o objetivo antes de definir o horário de ingestão.

Se você quer facilitar a digestão, por exemplo, vale tomar 1 xícara da bebida após a refeição ou quando sentir os efeitos do inchaço. Já para quem quer obter benefícios a longo prazo na memória ou no controle da diabetes, vale adotar o chá de gengibre de forma rotineira, alternando com outras plantas naturais.

Embora a medicina tradicional ofereça medicamentos diversos, a natureza também é sábia. Assim, algumas doenças simples podem ser tratadas com chás. O importante, de fato, é encontrar o equilíbrio e respeitar as recomendações de dosagem.

Informar Erro

- continue lendo -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes