EUA vão aceitar CoronaVac para entrada de turistas

Novas regras exigirão que todos os estrangeiros que cheguem aos Estados Unidos apresentem prova de estarem totalmente vacinados. A boa notícia para os brasileiros é que os EUA aceita Coronavac.

Antes disso, os Estados Unidos já havia anunciado que todas as restrições de viagens internacionais, inclusive do Brasil, seriam suspensas a partir de novembro. Mas continua uma regra: os turistas devem estar totalmente vacinados contra a Covid-19.

EUA aceita coronavac e quais outras vacinas?

As vacinas aceitas pelos EUA devem ser aprovadas para uso emergencial pela Organização Mundial da Saúde ou pela Food and Drug Administration dos EUA. Atualmente, incluem Pfizer / BioNtech, AstraZeneca, Janssen (Johnson & Johnson), Moderna, Sinopharm e Sinovac / Coronavac.

Entre as vacinas que não receberam a aprovação da OMS estão Sputnik V, Novavax, Abdala e Soberana.

O que precisa para entrar nos Estados Unidos?

Testes negativos

Os viajantes devem apresentar um teste Covid-19 negativo realizado dentro de três dias do embarque em um voo para os EUA.

- PUBLICIDADE -

O que acontece se eu não for vacinado?

A entrada nos Estados Unidos será negada a pessoas não vacinadas. Devem ter decorrido duas semanas entre a dose final da vacina e a viagem para os EUA.

E se eu for um cidadão americano e decidir não tomar a vacina?

Cidadãos dos EUA que optaram por não serem vacinados devem fazer um teste Covid-19 dentro de um dia após embarcar em um voo com destino aos EUA e outro na chegada ao país.

Fronteiras terrestres permanecerão fechadas

Com exceção das viagens essenciais, as fronteiras terrestres dos EUA com o México e o Canadá permanecerão fechadas para viagens pelo menos até o final de outubro. Entre os motivos considerados essenciais pelas embaixadas dos Estados Unidos nesses países estão fins médicos, trabalho, saúde pública, viagens diplomáticas, viagens oficiais do governo e destacamentos militares.

Vacina
Comentários (0)
Comentar