Spirulina: entenda o que é, quais seus benefícios e contraindicações

O suplemento, rico em vitaminas e minerais, é capaz de aumentar a saciedade, auxiliar no tratamento da osteoporose e prevenir o envelhecimento precoce.

Um superalimento. É assim que podemos chamar a spirulina, uma cianobactéria (organismo parecido com a alga e que realiza fotossíntese) que cresce em água doce e salgada e é rica nos mais diversos nutrientes.

De acordo com o portal Health Line, a spirulina contém quantidades significativas de vitaminas, fibras e ferro, além de potássio, cálcio e ácidos graxos como ômegas 3 e 6. Mas a grande estrela desse suplemento é, sem dúvida, a proteína – fundamental para a saúde de músculos, ossos e dentes e responsável por diferentes funções no corpo.

“A spirulina é, frequentemente, usada como fonte vegana de proteína, pois apresenta mais de 50% desse nutriente, chegando até 70%”, afirma Clarissa Hiwatashi Fujiwara, nutricionista, mestre em ciências pela USP e membro do Nutrition Science (NutS). A proteína fornecida pela spirulina é ainda de alta qualidade. Chega, inclusive, a ser comparada à dos ovos.

 

Benefícios da spirulina

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

spirulina em pó
Imagem: reprodução / Pinterest

Com mais de 50 nutrientes fundamentais ao organismo, a spirulina ganhou o título de alimento do milênio, atribuído pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A partir disso, é possível imaginar quantos benefícios ela é capaz de proporcionar ao ser humano.

O alimento auxilia, por exemplo, no tratamento da osteoporose e previne o desenvolvimento de câncer. Pesquisas com animais também avaliam possíveis benefícios em quadros de artrite devido às suas propriedades anti-inflamatórias.

Clarissa diz que a spirulina possui diversos componentes bioativos, principalmente a ficocianobilina, que tem efeitos antioxidantes. Em outras palavras, ela combate os radicais livres, vilões que promovem o envelhecimento celular e facilitam o surgimento de doenças neurológicas como Parkinson e Alzheimer. Rica em betacaroteno, ela colabora com a produção de colágeno, por isso, deixa a pele saudável e lisinha.

“Ainda são necessários mais estudos – com maior número de indivíduos e a longo prazo -, no entanto, já existem evidências de que a spirulina pode melhorar o metabolismo de lipídeos e glicose, reduzindo a gordura do fígado”, acrescenta a nutricionista. Outro ponto importante é o fato de que consegue diminuir os níveis de colesterol ruim (LDL) e triglicérides, protegendo contra doenças cardiovasculares.

O suplemento é amplamente utilizado no processo de emagrecimento, visto que garante uma sensação de saciedade prolongada. Entretanto, esse tema gera algumas controvérsias médicas. “Faltam evidências para a sua recomendação. Por isso, preciso ressaltar que hábitos de vida saudáveis, que aliam uma dieta equilibrada à prática regular de atividade física e bom sono, são imprescindíveis para a qualidade de vida.”

 

Cuidados e contraindicações

spirulina em pó e em pílulas
Imagem: reprodução / Getty Images

A spirulina costuma entrar na alimentação como um suplemento – ou em pó, ou em cápsulas. Segundo a nutricionista, não existe uma dosagem específica estabelecida para o consumo, que pode variar de 3 a 5 gramas por dia.

Em geral, as pesquisas mostram que o alimento não causa danos à saúde. Apesar disso, pode haver contaminação por toxinas e metais pesados como mercúrio, cádmio, chumbo e arsênico. Pode ainda agravar condições autoimunes, visto que aumenta o sistema imunológico, e retardar a coagulação sanguínea.

Mulheres grávidas e que estejam amamentando devem evitar o consumo da spirulina, bem como crianças, quem sofre com hipertireoidismo e alérgicos a frutos do mar.

“Nunca é demais lembrar que é sempre importante consultar um médico ou nutricionista antes de tomar qualquer suplemento”, conclui Clarissa.

Informar Erro
Siga-nos no 

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes