UE compra vacinas contra covid-19 da Johnson & Johnson para 400 milhões de pessoas

Segundo o acordo, vacina contra covid-19 para 200 milhões de pessoas está garantida, sendo possível dobrar a quantidade

Um acordo entre a Comissão Europeia e o laboratório sueco Janssen, dono da Johnson & Johnson, garantiu a compra de 200 milhões de doses da vacina contra o covid-19. O anúncio foi feito nesta quinta-feira.

Como funcionará o acordo?

A Comissão Europeia divulgou nota dizendo que houve aprovação do terceiro contrato para uma vacina, desta vez com a Janssen Pharmaceutical.

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

“Uma vez que a vacina se comprove segura e efetiva contra o coronavírus, o contrato permitirá que os países da UE comprem vacinas para 200 milhões de pessoas. Eles ainda terão a possibilidade de comprar mais vacinas para outras 200 milhões de pessoas”, diz o texto oficial da Comissão.

Ainda há a possibilidade de os países-membros da Comunidade Europeia decidirem comprar vacinas para doar a países pobres, ou ainda para redirecionar para outros países europeus.

A presidente do órgão, Ursula Von der Leyen, afirmou que o objetivo é “garantir a segurança das pessoas e vacinas efetivas quando estiverem disponíveis”.

“Com o coronavírus continuando a se espalhar de maneira preocupante por toda a Europa, é crucial encontrar uma vacina, e rapidamente. Eu estou feliz que nós conseguimos fechar um acordo com a Johnson & Johnson para comprar vacinas para 200 milhões de pessoas”, disse Von der Leyen.

Vacina pode vir de outros acordos

Esse não é o primeiro acordo da União Europeia com laboratórios que estão produzindo vacinas contra o coronavírus.

Já foram fechados outros dois acordos de compra. Um com o laboratório francês Sanofi e o grupo britânico GlaxoSmithKline, que prevê a aquisição de 300 milhões de doses da vacina.

O outro prevê a compra de 400 milhões de doses e foi fechado com a Universidade de Oxford e o grupo AstraZeneca.

A UE também fez um de pré-acordo com outras três empresas que estão com estudos avançados para desenvolvimento de uma vacina contra o covid-19.

As possibilidades acontecem com a alemã CureVac (225 milhões de unidades), a Pfizer e a alemã BioNTech (300 milhões de doses), e a norte-americana Moderna (80 milhões de doses).

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes