Aprenda como fazer seu primeiro currículo e destaque a sua candidatura

Montar o primeiro currículo pode se tornar uma tarefa difícil. Por isso, confira como você fazer o seu e ser selecionado para uma vaga:

0 269

O currículo serve como uma ponte entre candidato e empresa. Dessa forma, nele você coloca suas aptidões, competências e experiências que possui. Diferente do portfólio, onde você insere seus principais trabalhos realizados, no currículo você deve traçar o seu perfil. Entretanto, montar o primeiro currículo pode se tornar uma tarefa difícil. Você sabe como fazer? Confira:

Qual a importância do currículo?

O currículo serve para conceder dados técnicos sobre o candidato, possibilitando uma pré-seleção. Assim, é através dele que a empresa fará a análise do seu perfil profissional. Por isso, é importante dar uma atenção especial na hora de fazer a estruturação das informações. Ele deve ser atraente para os recrutadores, e se você não possui experiência profissional, também vale destacar vida acadêmica, cursos complementares e participações em eventos. Então, vale adaptar ou fazer currículos diferentes dependendo da vaga que irá concorrer, destacando os pontos e qualificações que a empresa está buscando.

 

O que fazer se não tenho experiência?

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Muitas vezes a experiência não é o fatos decisivo para se conseguir o seu primeiro emprego, por exemplo. A verdade é que todos começamos de algum lugar e temos um ponto de partida. Mas muitas vezes existem sim experiências que podem ser inseridas no seu currículo e talvez você não saiba. Se você está apenas começando, muitos recrutadores valorizam experiências no mercado informal. Confira:

  • ‘Bicos’: se você já realizou trabalhos em uma empresa familiar, por exemplo, organizou pequenos eventos ou fez um trabalho temporário;
  • Trabalhos voluntários: se você já realizou trabalhos voluntários, principalmente se está relacionado à área de atuação da vaga que você está se candidatando, é de extrema relevância informar no seu primeiro currículo;
  • Grêmios, eventos e centros acadêmicos: se você participa do grêmio ou de um centro acadêmico, ou auxiliou na realização de algum grande evento na sua escola ou universidade, vale a pena colocar;
  • Monitorias: as monitorias voluntárias nas universidades também valem como experiência;
  • Intercâmbios: sempre um bom diferencial que deve ser compartilhado!

E uma coisa que você não precisa colocar, por exemplo, são notas acadêmicas obtidas na escola ou faculdade. Se você possui méritos acadêmicos, pode ser interessante, mas as notas não possuem relevância para um currículo profissional. Quanto menos informações desnecessárias e mais clareza, melhor.

Ilustração de garota sentada sobre livros e escrevendo em notebook
Ilustração: pch.vector em Freepik

Layout: quais informações devo colocar no meu primeiro currículo?

Eles devem estar no início do currículo, como um cabeçalho. São eles: nome completo, idade, endereço/cidade, região, telefone e e-mail.
Em alguns casos também é interessante deixar indicar o LinkedIn e o link para a Plataforma Lattes.

Se refere à área de interesse. Deve estar direcionada à vaga disponível, da mesma maneira que o currículo, e deve conter apenas um.
Você deve ser específico, indicando qual o seu cargo de interesse ou área de atuação, como administrativa.

Informe seu último grau de escolaridade. Se você não possui nível superior, deve citar o nível médio.
Deve conter informações como: nome da instituição, curso e ano de previsão de término ou conclusão.

Habilidades em idiomas podem ser um diferencial. Por isso, lembre-se de indicar o seu nível de maneira mais detalhada que conseguir – mostrando seus níveis em cada modalidade, como escrita, conversação, e mais.

Assim como falamos acima, você pode indicar tanto suas experiências profissionais anteriores, se possuir, quanto do mercado informal, bicos, voluntariados e mais.
Deve constar: nome do lugar da experiência, período em que atuou, sua função e descrição das principais atividades realizadas.

Se você fez ou está fazendo cursos que tenham a ver com a vaga, você pode mencioná-los. O ideal é que você inclua aqueles que possua certificado.

O que não fazer?

Algumas informações são desnecessárias dentro de um currículo. Muitos podem pensar que, por se tratar do primeiro currículo, quanto mais informação maior a chance de te escolherem, mas não é verdade. Existem grandes chances desse excesso causar a sua eliminação. Por isso, evite colocar coisas como:

  • Foto (apenas quando solicitado);
  • Número de documentos;
  • Nome de familiares, como pais, marido ou esposa;
  • Referências pessoais;
  • Pretensão salarial (apenas quando solicitado);
  • Cartas de referência;
  • Certificados;
  • Data e assinatura;
  • Habilidades genéricas, com proatividade ou criatividade. Lembre-se de indicar as habilidades profissionais que convercem com a vaga que você procura, então seja mais específico.

Além disso, uma revisão completa é extremamente necessário. Portanto, fuja de erros gramaticais, informações incorretas e incoerentes e omissão de dados que impossibilitem o contato. Nas habilidades, não invente, mas valorize seus pontos positivos colocando aquilo que você realmente sabe e domina.

Ademais, não deixe seus dados desatualizados. Assim como você deve adaptar o currículo para cada vaga, você também deve estar atento e o manter atualizado, principalmente seus dados de contato.

Ilustração de mãos digitando em um notebook
Ilustração: stories em Freepik

Boas maneiras do currículo

Talvez nem todos te contem, mas existem alguns detalhes que também merecem a sua atenção e que indicam as boas maneiras de um bom currículo. São eles:

  • Envie o seu currículo preferencialmente em anexo como PDF, a não ser que seja solicitado enviar no corpo do e-mail. Se a entrega for realizada fisicamente, utilize papel ofício branco ou outro papel claro em tamanho A4.
  • O tamanho máximo deve ser de duas páginas, utilizando fontes com boa legibilidade como Times, Verdana e Arial.
  • O alinhamento deve ser preferencialmente a esquerda, com bom espaçamento.
  • Não é necessário escrever “currículo” ou “curriculum vitae” no alto da página.
  • Outro detalhe importante: suas experiências devem estar citados do mais recente para o mais antigo. Ainda há quem diga que o ideal é citar apenas as últimas três ou quatro.

 

Onde posso fazer meu currículo?

Existem diversas opções, mais práticas e fáceis ou mais difíceis, de se montar um currículo. Tudo depende das suas habilidades. Muitos sites na internet montam currículos de maneira automática, bastando você inserir as informações. Isso torna o processo mais prático, mas dependendo da situação pode não ser o ideal por falta de personalização. Além disso, você pode simplesmente montar a estrutura em um arquivo como o Word (que também possuem modelos prontos para serem preenchidos), apenas lembrando-se de incluir todas as informações relevantes.

Outros sites e softwares permitem montar o seu primeiro currículo, como o Canva, que disponibiliza modelos criativos e completamente personalizáveis. Já opções de softwares como Photoshop e InDesign são opções mais complicadas, que demandam uma noção das ferramentas básicas, mas também tornam a tarefa possível. Todavia, lembre-se que o ideal é manter um layout claro, objetivo e prático.

Portanto, agora basta você buscar vagas de emprego e se candidatar. Então, após a pré-seleção, que acontece quando selecionam o seu currículo ou não, o processo vai depender de cada empresa. Muitas delas possuem processos seletivos em várias etapas, com entrevistas individuais e em grupo.

Informar Erro

- CONTINUE DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja de acordo com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Mais detalhes